Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

My Cherry Lips

Um blogue de lifestyle bem docinho!

Ter | 24.04.12

Sair à pala: concertos, cinema, teatro e exposições

 

Foto: Graziela Costa

 

Quem me conhece sabe que não resisto a um bom concerto, ir ver um filmezinho ao cinema ou mesmo a ir ao teatro. Mas, neste momento para mim pagar isso é impossível por isso, porque vejamos ir ao um concerto no Coliseu por exemplo é cerca de 30 euros, ver um filme nos cinemas Lusomundo ou mesmo Medeia nunca fica a menos de 5 euros, mesmo que a usar descontos e o teatro idem. É aí que entram os passatempos. 

 

Os sites especializados em música, os jornais e as rádios costumam oferecer bilhetes para concertos e festivais. Já para o cinema existem imensos sites sobre o assunto que têm sempre passatempos. Já para o Teatro o melhor é consultarem sites sobre cultura. Na secção leituras essenciais que está do vosso lado direito têm uma série de links para sites com passatempos, é só responderem a perguntas ou fazer frases. 

 

O Facebook também é um bom local para se conseguirem bilhetes, basta adicionar as páginas desses sites, jornais ou rádios que os passatempos vão surgindo. Mas, podem sempre usar o Google por exemplo se colocarem na pesquisa 'passatempo indie lisboa 2012' vão aparecer vários sites com passatempos depois é meter mãos à obra e concorrer (sim, porque este blog não é um blog de passatempos, mas im uma ferramenta para os vos ensinar a safarem-se sozinhos).

 

Para quem não tem paciência para concorrer a passatempos pode sempre ver quais os concertos que vão ter entrada livre aqui. Ou dar um pulinho aos auditórios das lojas Fnac, ao Lounge (Lisboa), à  PT Blue Station (Estação de Metro - Baixa - Chiado) etc. Por exemplo, agora em Maio começa o Out Jazz que decorre nos jardins da capital e é grátis.

 

Ver filmes também não é um drama por exemplo, o Geraldine (Lisboa) tem todos os meses um ciclo de cinema, o Cineclube de Lisboa, a Casa da América Latina (Lisboa), o Institut Franco-Portugais ou mesmo, a Casa da Achada - Centro Mário Dionísio (Lisboa)  têm também uma programação regular com entrada livre.

 

Podem sempre ir às bibliotecas da cidade e das vossas universidades. Lembro-me de quando estava de Erasmus, a biblioteca da minha universidade era quase um Clube de Vídeo e muitos filmes vi de borla. E mesmo agora na Restart onde estudo, já vi vários filmes da biblioteca.

 

Quanto a exposições têm o Museu da Electricidade, o Espaço Bes Arte & Finança, o MUDE, o Museu Berardo e podem aproveitar ao domingo entre as 10h e as 14h ir aos museus e monumentos da chancela do Instituto dos Museus e da Conservação. Já o Museu Bordalo Pinheiro tem entrada livre para os estudantes, bastando mostrar o cartão da universidade ou escola.

 

Atenção, que o dia internacional dos Museus é já a 18 de Maio e no dia a seguir têm a noite dos museus, onde a entrada é livre e muitos mais museus.

 

Para quem está desempregada(o) como eu e tem certificado do centro de emprego pode aproveitar os novos descontos. Vejam mais aqui.

 

Já agora, porque não vão também passear ao jardim é que apanhar ar faz bem à saúde e à mente. Por exemplo, a Estufa Fria é um dos mais importantes espaços verdes de Lisboa e apresenta espécies oriundas de regiões como a China, Austrália, México, Peru, Brasil, Antilhas, Península da Coreia, entre outras. Está aberta todos os dias das 9h às 17h (a última entrada é às 16h30) e ao domingo de manhã entre as 10h e as 14h tem entrada gratuita.

 

Recomendo também uma visita ao Jardim do Campo Grande, ao Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian, ao Jardim do Torel, ao Parque Eduardo VII (onde se encontra a Estufa Fria), ao Parque Urbano dos Moinhos de Santana, ao Parque Recreativo do Alto da Serafina, aos Jardins Garcia da Horta (Parque das Nações), ao Jardim da Estrela e ao Jardim do Príncipe Real. Locais onde podes encontrar diversas espécies de plantas.

 

Para conhecerem outras dicas de poupança consultem este post.

Graziela