Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de Desempregada

Um blogue de lifestyle para todos os orçamentos!

Receitas rápidas: Dips Ramona

_MG_1093-1.JPG

Fotos: Graziela Costa

 

Apesar de o dia mundial sem dieta ter sido ontem, hoje partilho convosco uma receita de uma entrada para aqueles dias de festa: o tradicional molho rosa, que eu carinhosamente chamo molho Ramona porque era o molho que faziam na hamburgaria a que eu ia quando estudava em Aveiro. Podem acompanhá-lo com aros de cebola, palitos de queijo ou mesmo batatas fritas, mas aviso já que este molho é calórico, por isso não abusem muito senão têm de ir para o ginásio.

 

Ingredientes

Ketchup

Maionese (Hellmann's)

Pickers de queijo (Mccain)

 

Preparação

1 - Leve os pickers ao forno conforme as instruções da embalagem.

2 - Numa taça misture a mesma quantidade de maionese e ketchup.

3 - Sirva, divirta-se e a seguir vá dar uma corridinha para queimar as calorias.

_MG_1094-2.JPG

_MG_1109-4.JPG

_MG_1114-5.JPG

_MG_1119-6.JPG

_MG_1175a.png

 

Croquetes Mozzarella 210g.JPG

Graziela

Beleza: Aquele toque

_MG_8373aa.png

 Fotos: Graziela Costa e João Pontes

 

Quem me conhece sabe que não me maquilho todos os dias porque gosto de ficar na cama até ao último minuto, mas também é normal porque geralmente estou acordada até tarde. Ainda assim, existem dois ou três produtos de maquilhagem que eu não dispenso no meu dia-a-dia, um deles é uma boa base, seja ela líquida ou mineral e vou alternando entre as duas formas.

 

Geralmente uso base líquida, mas quando estou a fotografar prefiro usar uma em pó porque não cola ao visor da máquina fotográfica e curiosamente foi graças a isso que em 2008 depois de ir Rock In Rio e me terem dado um vale para uma maquilhagem n 'O Boticário conheci a base em pó que podem ver nas imagens. 

 

Lembro-me de guardar vale para usufruir no dia dos meus anos porque ia fazer uma festa e queria estar bonita para estrear o meu vestido novo. Então dirigi-me à loja do Colombo e prontamente fui atendida por um maquilhador que me perguntou que tipo de maquilhagem queria fazer e me mostrou os diversos produtos que poderia usar. Na altura não conhecia muito bem os produtos desta marca, por isso aceitei todas as suas sugestões, como por exemplo usar uma base em pó porque iria disfarçar melhor o meu angioma (mancha vermelha que tenho em cima do olho e sobrancelha) e ele tinha razão porque mesmo sem um corretor de olheiras e manchas, a minha manchinha ficou quase invisível, por isso fiquei logo de olho nesse produto, o problema é que nesse dia não levava dinheiro e não consegui comprar logo base. Entretanto, sempre que passava por uma Boticário perguntava pelo produto, mas estava sempre esgotado (acho que era mesmo azar porque normalmente há sempre tudo).

 

 

Em Dezembro do ano passado consegui finalmente ter a minha base e agora, que o tempo começa a aquecer tem sido um dos meus produtos favoritos, primeiro porque disfarça bem as pequenas imperfeições (podem ver as imagens do antes e depois abaixo), segundo porque tem um pincel que parece que faz festinhas e terceiro porque tem um fator 25 de protecção solar e é à base de minerais, isto é não tem óleos, nem corantes e conservantes. O preço 19,99 euros também me parece bem em conta para um produto deste género , pois dura bastante, logo é bom investimento. 

_MG_8366aa.png

_MG_8388aa.png

_MG_6378a.png

 O pincel de aplicação

FotorCreated.png

 Antes e Depois

_MG_1854a.jpg

O resultado final

Graziela

Fui aprender a costurar!

_SAM4015-2.JPG Fotos: Graziela, Maria João , Marta e Isabel

 

Sou de uma pequena vila onde, antigamente, não existiam muitas lojas de pronto a vestir e, quando era pequena, costumava ir passear com os meus pais às cidades mais próximas. Em muitos desses passeios lembro-me de ver a minha mãe andar de bloco e caneta na mão a desenhar os vestidos que via nas montras e me queria oferecer, mas não tinha dinheiro para comprar. Lembro-me, também, das vezes que iamos às retrosarias lá da terra escolher os tecidos e depois, aos sábados, iamos à costureira que, curiosamente, era madrinha de casamento dos meus pais. 

 

O dia de ir à costureira era sempre uma animação, porque já sabia que ia poder mexer em todos aqueles tecidos e linhas que andavam espalhados pelo "atelier". A minha mãe levava os desenhos que tinha feito e algumas revistas burda (na altura em espanhol) e as duas discutiam o que era possível ou não fazer, enquanto eu me entretia com os retalhos que por lá andavam e imaginava serem vestidos para Barbies. Foram tempos de pouco dinheiro, mas a verdade é que os meus vestidos eram únicos e talvez seja por isso ainda hoje prefira vestidos a calças.

 

Entretanto, mudámos de casa e fomos para a cidade. Nessa altura começámos também a ir às lojas de roupa e à feira e, pouco a pouco, perdemos aquele costume de ir à costureira mandar fazer vestidos e outras peças. Ainda assim, a minha mãe ficou sempre com o bichinho da costura e, mal conseguiu juntar algum dinheiro, pediu à minha tia, que vivia na Alemanha para lhe comprar uma máquina de costura. 

 

Passado uns meses, a dita cuja chegou: era branca e enorme e olhávamos para ela com alguma curiosidade, mas como não tínhamos ninguém para nos ensinar a mexer nela, acabou por ficar arrumada num armário... Mais tarde foi emprestada a uma tia e no ano passado, fui finalmente buscá-la.

 

Desde daí a minha vontade de aprender a costurar foi crescendo cada vez mais e, recentemente, tive a oportunidade de fazer um curso na Academia burda

 

_SAM4019-3.JPG

Como eu nunca tinha mexido numa máquina de costura e, apesar de adorar as revistas burda olhava para os seus moldes e parecia-me que estavam em chinês... pelo que decidi fazer o curso básico, isto é, o módulo zero. Nesta formação pude aprender a tirar medidas, a copiar, a cortar, a aumentar e a encolher moldes, a alinhavar uma peça e, claro, a coser à máquina. Tudo isto em dois sábados (habitualmente são quatro porque é só de manhã ou à tarde). Foi uma formação bem rápida, mas que me deu o alento e os conhecimentos para tirar a máquina de costura da minha mãe do armário. No final, saí de lá com uma camisola feita por mim e um kit de costura com tudo o que preciso para começar a costurar as minhas roupas (todas as alunas recebem um kit com materiais no valor de 60 euros). Agora, só preciso de ir comprar mais tecidos e deitar mãos à costura!

 

Para quem quer saber mais sobre estes cursos pode consultar o site da Academia burda

 

PS: Obrigada às minhas colegas e à minha formadora pela simpatia e paciência para esclarecer todas as minhas dúvidas. 

_SAM4022-6.JPG

_SAM4023-4.JPG

_SAM4029-7.JPG

 

IMG_0753.JPG

_MG_1335-3.JPG

_MG_1351-1.JPG

_MG_1364-5.JPG

IMG_0788.JPG

Graziela

Receitas rápidas: Doce para o meu doce

_MG_1559-8.JPG

 Fotos: Graziela Costa

 

Quando o meu namorado vem cá a casa gosto sempre de ter um miminho para ele, nomeadamente um doce, mas como estou de dieta não tenho feito muitas receitas, assim decidi improvisar uma sobremesa com alguns ingredientes que tinha cá por casa. O resultado é um doce pouco calórico e muito saboroso!

 

Ingredientes

1 punhado de Fruut maçã canela (podem usar outra fruta desidratada como pêra, pêssego ou ananás).

1 punhado de mistura de bagas goji, inca e amoras brancas (Rise Believe)

1 embalagem de creme de soja e baunilha (Joya)

 

Preparação

1. Numa taça deite um punhado de fruta desidratada.

2. Depois deite o conteúdo da embalagem de creme de soja.

3. Polvilhe com bagas goji, inca e amoras brancas.

4. Decore com mais alguns pedaços de fruta de desidratada.

5. Saboreie! 

_MG_1539-3.JPG

_MG_1544-5.JPG

 

_MG_2064aa.png

_MG_1520-1.JPG

_MG_1523-2.JPG

_MG_1547-6.JPG

_MG_1572-9.JPG

Graziela

Ser turista na minha cidade parte 15: Koi Park

_SAM4047-11.JPG

Fotos: Graziela Costa

 

Tinha 10 anos quando vi pela primeira vez o "Romeu e Julieta", do Baz Luhrmann e naquela altura tal como 90% das miúdas venerava o Leonardo DiCaprio, assim quando assisti ao filme "bebi" toda a sua essência romântica, mas quando penso a minha cena favorita escolho sem dúvida o momento em que eles se "conhecem" através de um enorme aquário. Aquela imagem ficou para sempre fixada na minha cabeça e quando o meu namorado me contou que tinha tido um aquário enorme cheio de peixes fiquei logo numa de "imitar" o par mais romântico da história. O problema é que ele já não tem peixes, mas há uns tempos falou-me no Koi Park, em Almada. Uma loja de aquariofilia junto ao centro comercial Almada Fórum que ele costumava visitar. Depois de meses a chateá-lo para irmos conhecer aquele espaço lá o convenci e num destes domingos fomos ver peixes, centenas de peixes de várias espécies e cores que eu nem imaginava que existiam, mas que ele me explicou entusiasticamente. 

 

O Koi Park é composto por alguns viveiros e um palacete onde se realizam diversas atividades, no entanto eu só visitei a parte da estufa / loja, ainda assim adorei o espaço porque tem aquele ar bucólico das antigas estufas de vidro e como tem mesinhas no meio podemos estar ali a conversar e a comer um gelado (sim, eles não vendem só peixes eheheh). Para além disso podemos comprar bolinhas de ração e alimentar as carpas que se encontram nos diversos aquários. 

 

Para quem está perto e gosta de animais este é um passeio bem engraçado e a entrada é grátis.

 

Horários:

 

Verão :

Seg. – Sex.  : 14:00 – 21:00

Sab. – Dom. : 10:00 – 21:00

 

Inverno:

Seg. – Sex.  : 12:00 – 20:00

Sab. – Dom. : 10:00 – 20:00

 

Morada:

Quinta dos Espadeiros, Feijó
2810-434 Almada

 

_SAM4039-8.JPG

_SAM4044-10.JPG

_SAM4050-12.JPG

_SAM4052-13.JPG

_SAM4067-14.JPG

_SAM4080aa.jpg

Graziela

Receitas rápidas: Baguette de queijo fresco

_MG_1497-1.JPG

Fotos: Graziela Costa

 

Costumo ter sempre um ou dois pães no congelador para um almoço ou jantar de emergência. Como recentemente aproveitei um experimente grátis de um queijo mozarrella decidi recriar aquele que já foi por diversas vezes o meu almoço ou jantar.

 

Aqui fica uma receita que podem acompanhar com um belo sumo natural ou um chá frio. 

 

Ingredientes

1 baguette pequena (de preferência integral ou com sementes)

Cebolinho Frescos

Coentros Frescos

Pimenta preta

Orégãos secos

Queijo Mozarrella Fresco

 

Preparação

1. Corte o pão a meio.

2. Parta algumas rodelas de queijo mozarrella.

3. Deite uma pitada de pimenta preta e orégãos.

4. Cubra com coentros e cebolinho picados.

 

_MG_1510-2.JPG

_MG_1512-3.JPG

_MG_1518-4.JPG

Graziela

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pág. 3/3