Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de Desempregada

Um blogue de lifestyle para todos os orçamentos!

Borlas da semana

11218872_1142330119111267_3941280924521971718_n.jp

A Clarins tem para oferecer aos fãs da sua página de de Facebook 10000 amostras do novo Mission Perfection Sérum. Vejam aqui com participar. 

 

11063719_10153461565930747_889165873880171079_n.jp

Já a Sephora oferece amostras do novo perfume de Paco Rabanne, Olympéa. Para conseguirem a vossa basta dirigirem-se a uma das lojas deste marca. Atenção, as amostras são limitadas a uma unidade por pessoa. 

 

11693833_1003353956350779_4654955266372781200_n.jp

A The Body Shop continua a oferecer amostras do seu Vitamin C Instant Glow Enhancer, para conseguirem a vossa basta dirigirem-se a uma das lojas deste marca.

 

11709600_935570719838515_1502693262687129045_n.png

A Calvé tem novos cupões de desconto disponíveis para impressão. Escolham e imprimam aqui

 

pack_Ba.png

Para quem tem cães bebés aqui fica um novo experimente grátis da Purina. Vejam aqui como participar. 

 

18003_873562619389544_1161663708441346066_n.png

A Nivea vai andar pelas praias de todo o país com diversas iniciativas incluindo a oferta de amostras. Encontrem a bola dias 16 e 17 de julho na praia da Costa da Caparica e dia 30 de julho na Ericeira. Vejam as próximas datas aqui

 

18589425_eFgdp.jpeg

Também o Tryix tem disponíveis novos vales de desconto. Imprimam aqui.

 

11713916_865202313562938_4657676128749437199_o.jpg

A L'Oréal continua a oferecer amostras do seu creme "Óleo Extraordinário". Peçam a vossa aqui

 

banner_vale_gran_trad.jpg

 

Finalmente, a Galbani tem disponível para impressão, vales de desconto de 0,30€ na compra da sua Mozarella Gran Tradizione. Imprimam o vosso aqui e vejam a receita que eu fiz com este queijo aqui

Graziela

Matar as gordurinhas - Parte 6: Dia D

Julho_a-1.JPG

Fotos: Graziela Costa e João Pontes

 

Desde há dois anos para cá que o detox tem estado super em voga, no entanto eu só experimentei fazer um plano há uns meses atrás. Na altura fiz o plano de seis sumos diários da Drink 6 e gostei muito porque em apenas um dia perdi um quilo, mas na altura não tinha tanto cuidado com a minha alimentação e exercício físico. Desta vez experimentei o plano de quatro sumos mais duas sopas (que substituem os sumos do almoço e jantar).  

 

Começo por dizer que apesar de achar melhor fazer um detox ao fim de semana eu decidi fazê-lo numa sexta feira enquanto estava trabalhar, pois no dia anterior não tinha tido vontade de cozinhar para o almoço do dia a seguir e era melhor do que ir comprar uma refeição rápida, mas super calórica.

 

No dia em que decidi fazer o detox levantei-me normalmente, bebi o meu primeiro sumo, arranjei a lancheira para levar os outros sumos e sopas e lá fui eu. Durante o trabalho foi fácil controlar as horas em que devia beber os sumos e naquelas em que não é suposto beber nada fui alternando com água, pois normalmente bebo 1,5 litros por dia. 

 

Já ao almoço aqueci a sopa como normalmente faço e deliciei-me, sim porque ao contrário do que se pode imaginar a sopa deste programa tem um sabor normal, aliás podia comer a do jantar (de cenoura) todos os dias. 

 

Às sextas feiras costumo também ir fazer aula de bodyattack ao Fitness Hut e apesar de estar com medo de não aguentar por não ter comido nada sólido, fui e senti-me muito bem, aliás até bebi um dos sumos durante a aula.

 

Depois quando saí do ginásio comi a sopa da noite, creme de cenoura, ou seja tive um dia normal, só que em vez de sólidos comi e ingeri líquidos.

 

Conclusão: para quem tem medo de experimentar um detox apenas tenho a dizer que não custa nada, quanto aos resultados depende da pessoa, pois na primeira vez que fiz o plano perdi um quilo, mas desta vez não perdi nada, ainda senti-me muito menos inchada. Ou seja, o melhor é mesmo experimentarem por vós até porque os sumos têm um sabor muito agradável, talvez o menos saboroso seja o de pepino e pimenta cayena, mas se forem alternando com água até se bebe bem.

 

Quanto a mim, acho que depois da época dos festivais de verão vou ter de fazer outro detox, pois nestas alturas como demasiadas sandes e coisas menos saudáveis. 

 

PS: E vocês já fizeram algum detox? Já agora, já conhecem a minha rubrica "Matar as Gordurinhas"?

Julho-4.JPG

O meu plano diário Drink 6Julho_a-2.JPG

Julho_a-3.JPG

Graziela

10 bandas a não perder no Super Bock Super Rock

dEUS

Este ano assiná-lo dez anos desde que fui pela primeira vez ao Super Bock Super Rock! Lembro-me perfeitamente da minha entrada naquele recinto, dos dias que antecederam o festival, da minha ansiedade e de chatear a minha prima Carla para ir comigo. Na altura, com apenas 17 anos era super fã dos Incubus (ainda sou!), dos Audioslave, mas estava também ansiosa por ver System Of A Down (ainda tenho a t-shirt que comprei nesse concerto), o mitíco Iggy Pop & The Stooges (que anos mais tarde finalmente consegui fotografar), o Marilyn Manson e os Blind Zero

 

Agora, em 2015 posso dizer que já assisti a metade da história do Super Bock Super Rock e que estou muito feliz por regressar ao Parque Tejo. Espero também que nesta edição assistia a grandes concertos como assisti ao longo destes últimos dez anos. Claro que, o concerto que mais quero ver são os dEUS, pois são uma das minhas bandas favoritas e curiosamente a primeira vez que os vi foi no dia dos meus anos, no SBSR de 2006, para além disso estou "mortinha" por rever Blur, Palma VioletsUnknown Mortal Orchestra, conhecer o novo projeto dos Franz Ferdinand com os Sparks e dançar ao som de Kindness.

 

Mais uma vez estarei a fotografar este festival para o site Festivais de Verão, mas podem ir-me acompanhando através do Instagram e do Facebook. Isto, se o meu telemóvel não me atraiçoar como no NOS Alive.

 

Até lá deixo-vos as dez bandas a não perder no Super Bock Super Rock 2015 e espero encontrar-vos por lá!

 

Blur

 

FFS (Franz Ferdinand & Sparks)

 

Palma Violets

 

Toro Y Moi

 

Kindness

 

Sinkane

 

Unknown Mortal Orchestra

 

The Vaccines

 

Florence + The Machine

Graziela

Kizzy, uma hamburgueria gourmet

_MG_2899aa.png

Fotos: Graziela Costa

 

Chamem-me mimada, mas eu adoro ir jantar fora, aliás acho que um dos grandes motivos para eu ter engordado foi mesmo o facto de quando eu e o meu namorado começámos a namorar termos irmos jantar fora tantas vezes. No entanto, no último ano e meio adotámos um novo sistema e vamos experimentar um ou dois restaurantes por mês, até porque o orçamento e a linha não permitem mais. Assim, recentemente fomos experimentar o Kizzy, uma hamburgueria gourmet, em Santos (Lisboa).

 

Este espaço tem pouco mais de um mês e tem uma decoração super agradável, que é marcada por tons brancos e negros. Escolhemos uma sexta feira à noite porque sabe bem sair um pouco depois de uma semana de trabalho para além disso, o espaço estava super calmo. 

 

Mal chegámos fomos logo atendidos e mostraram-nos as diversas opções de entrada, no entanto acabámos por não escolher nenhuma porque queríamos mesmo passar aos hambúrgueres. 

 

Eu escolhi o Cheesy em bolo lêvedo, com queijo Cheddar, cebola caramelizada, rúcula e tomate e ele o Kizzy em bolo lêvedo, com cebola caramelizada e agrião. Gostei do meu prato em geral, mas acho que funciona melhor com pão de brioche, aliás essa até é a sugestão deles, eu é que queria provar o bolo lêvedo, tanto que entretanto voltámos a este restaurante e já pedi essa versão e tenho a dizer-vos que e é muito melhor. Já a carne em si estava muito saborosa e a rúcula ajudava a tornar o prato mais leve. Provei também um pouco do Kizzy que o meu namorado escolheu e também gostei bastante, até porque a cebola caramelizada estava fantástica. Ah, todos os hambúrgueres do Kizzy são servidos com batata frita com paprika (nunca tinha visto, mas fiquei fã!) e dijonnaise (é um pouco ácida, mas com moderação até se torna agradável) e acho que essa bem pode vir a ser uma das imagens de marca deste restaurante.

 

Para a sobremesa escolhi mousse de chocolate (tem um sabor bastante intenso e um toque de azeite e sal, confesso que sou um pouco tradicional no que toca à mousse, mas é uma questão de gosto mesmo) e ele sopa de morango com gelado nannarella baunilha (simples e docinha tal como eu gosto), mas depois trocámos porque tanto um como o outro gostámos mais da sobremesa que o outro havia escolhido. 

 

No final, saímos satisfeitos e prometemos voltar (e voltámos mesmo eheheh).

 

_MG_2901aa.png

_MG_2903aa.png

_MG_2906aa.png

Cheesy em bolo lêvedo, com queijo Cheddar, cebola caramelizada, rúcula e tomate (o meu)

 

_MG_2914aa.png

Kizzy em bolo lêvedo, com cebola caramelizada e agrião (o dele)

_MG_2919aa.png

Mousse de chocolate

_MG_2931aa.png

 Sopa de morango com gelado nannarella baunilha

_MG_2952aa.png

Graziela

Passatempo Refan / Vida de Desempregada

refan.png

Sempre que vou ao ginásio passo por uma loja Refan, mas como ando sempre a correr acabo por só ver a montra, no entanto tenho lido em diversos blogues que esta marca tem produtos de grande qualidade e a preços bem acessíveis.

 

Recentemente, eles lançaram uma nova linha de cuidado corporal calmante e reparadora tendo como ingrediente principal, o karité e todas as nós já ouvimos falar dele devido ao seu poder hidratante e aroma doce, não é verdade?

 

Esta gama karité é ideal para peles secas e ásperas que necessitam recuperar o seu equilíbrio natural e é composta por seis produtos:

- Cremes hidratantes de corpo, mãos, pés e face (dia e noite) que oferecem às peles uma leve e suave textura aveludada sem deixar resíduos oleosos. Adequados para qualquer momento do dia.

- Champô e Gel de banho 2 em 1, perfeitos para tornar os cabelos brilhantes e as peles sedosas.

- Esponja de peeling com sabão, que para além de exfoliar a pele, acalma e protege a mesma. Esta esponja garante um cuidado delicado proporcionando uma sensação de limpeza profunda, hidratação e frescura.

 

E o melhor é que nenhum destes produtos custa mais do que 10 euros, por isso vale bem a pena!

 

Eu confesso que ainda não experimentei, mas estou super curiosa. Aliás, desta vez são vocês que vão experimentar primeiro os produtos da Refan, pois em parceria com eles tenho para oferecer um conjunto de produtos a um(a) leitor(a) do Vida de Desempregada.

 

Para se habilitarem a este prémio basta preencherem as entradas do formulário abaixo até ao dia 23 de julho de 2015 à meia noite. Atenção, todas as entradas são obrigatórias. Este passatempo só é válido para residentes em Portugal. O(a) vencedor(a) será apurado(a) via random e contactado(a) por email. Cada pessoa só pode participar uma vez por dia.

 

Boa sorte!

 

PS: Não se esqueçam de participar nos passatempos "Sonhos de uma rapariga quase normal" e Typesell.

 

Graziela

À descoberta das origens

Julho_a-6.JPG

Fotos: Graziela Costa, Sandrine Ginja e Ana Gaspar

 

Sou curiosa por natureza e adoro descobrir o "lado de trás" das coisas que gosto, aliás foi isso que inicialmente me levou a confecionar receitas para o blogue. Na altura queria aprender a fotografar "comida" e testar-me a mim própria. Assim, quando recentemente me convidaram para descobrir como são feitos os cremes vegetais nem pensei duas vezes, até porque não resisto a um bom pão com este tipo de cremes (é a minha grande facada na dieta).

 

Na sexta feira passada, eu e mais alguns bloggers partimos à aventura e fomos conhecer os segredos da Escolha Vegetal, uma série de marcas de cremes vegetais representadas pela Unilever / Jerónimo Martins.

Julho-37.JPGNesta nossa visita começámos por ir visitar um campo de girassóis, pois são eles que fornecem as sementes que vão dar origens aos óleos naturais usados para fazer os cremes naturais.

 

Confesso que, apesar de ter crescido no campo nunca tinha ido a um campo de girassóis, mas adorei, principalmente porque dá para tirar fotografia lindíssimas. 

Julho_a-4.JPG

Vestido: Romwe | Brincos: She Inside | Óculos: Time For Wood | Relógio: Daniel Wellington

Julho_a-7.JPG

Julho_a-9.JPG

Julho_a-8.JPG

Julho-36.JPG

Julho-34.JPG

Sementes de girassol

Julho-33.JPG

Extração caseira do óleo de girassol

Julho-32.JPG

As sementes de girassol secas são um óptimo snack e ficam perfeitas em saladas. Já experimentaram?Julho_a-10.JPG

O nosso grupo Julho-38.JPG

Julho-39.JPG

Alguns dos ingredientes

Julho-40.JPG

Depois de conhecermos a origens dos óleos utilizados na confeção dos cremes vegetais pusemos mãos à obra e em equipas de dois fizemos o nosso próprio creme vegetal. O meu foi feito com óleo de girassol, de coco, salsa e estava muito bom. 

 

E vocês também gostavam de fazer o vosso? Então, espreitem o vídeo no final do post e tentem a vossa sorte. 

Julho-41.JPG

Julho-42.JPG

O meu creme vegetal

Julho-43.JPG

A prova das nossas escolhas vegetaisJulho-35.JPG

 Sem dúvida, um dia para recordar

Já agora, aqui fica a receita para aprenderem a fazer um creme vegetal caseiro. Divirtam-se!

Graziela

Oops voltei a experimentar um supermercado online - Amazonite

home.png

 

Há uns meses atrás escrevi sobre a minha primeira experiência com um supermercado online e na altura correu tudo super bem, mas como eu adoro testar novos serviços desta vez experimentei o Amazonite. Um supermercado online que tem vindo a ganhar fama no mundo virtual. 

 

compras.png

 

Registei-me no site e depois fui ver as diversas marcas e promoções que estavam decorrer. Até aproveitei a das salsichas Izidoro. Como o meu orçamento era de cerca de 12 euros optei por comprar aqueles produtos que são mais pesados porque assim não tinha de os carregar até ao último andar, mas saiu-me o tiro pela culatra porque a entrega é via CTT expresso (demora 2 ou 3 dias úteis e os portes são grátis para Portugal continental) e o carteiro só entrega até à porta do prédio. 

 

Ainda assim, valeu a pena, pois o Amazonite tem uma grande variedade de produtos e os preços até são convidativos. Para além disso, podemos ir adicionando e retirando produtos do nosso carrinho para controlarmos o orçamento que ainda temos disponível. 

 

No final, só temos de finalizar a encomenda, escolher o método de pagamento (cartão de crédito, multibanco, Paypal ou transferência / depósito) e esperar pela confirmação da mesma. 

 

Conclusão, a experiência correu muito bem e a minha encomenda para além de vir muito bem acondicionada também trazia uma oferta, uns fósforos e ainda bem porque os meus tinham acabado. 

_SAM4624-2.JPG

Fotos: Graziela Costa

 

_SAM4629-3.JPG

Acondicionamento das compras

_SAM4652-6.JPG

Como podem ver até os frascos vinham bem acondicionados

_SAM4654-7.JPG

As minhas compras

Graziela

10 bandas a não perder no NOS ALIVE

Ben Harper

 

Sou fã de música, mas sou igualmente fã de festivais de verão e minha história com estes eventos remonta há primeira edição do Rock In Rio Lisboa, em 2004. Desde então já fui ao Super Bock Super Rock, Sudoeste, Paredes de Coura, Cool Jazz Fest, e claro ao Nos Alive tanto como festivaleira tanto como fotógrafa .

 

Esta quinta feira começa mais um Nos Alive e desta vez com um dos cartazes mais equilibrados desde a sua primeira edição, em 2007. Assim, escolhi dez bandas que vocês não podem perder se forem a este festival. Desde os veteranos The Jesus And Mary Chain, à nova sensação de verão, o Chet Faker (que eu fui fotografar na semana passada e cuja reportagem fotográfica podem ver aqui), as escolhas são muito variadas. Descubram já estes artistas e algumas músicas bem giras.

 

A partir de quinta feira estarei a fotografar este festival para o site Festivais de Verão, mas podem ir-me acompanhando através do Instagram e do Facebook

 

Chet Faker

 

Muse

 

James Blake

 

Metronomy

 

Django Django

 

Róisín Murphy

 

Disclosure

The Jesus and Mary Chain

 

alt-J

Graziela

Passatempo Saladas no Frasco / Vida de Desempregada

passatempo_saladas.png

Nos últimos tempos tenho tentado fazer uma alimentação mais saudável e apesar de gostar mais de legumes cozidos do que de saladas tenho feito um esforço. Até porque às vezes, à noite, não me apetece fazer o almoço para o dia a seguir, por isso de manhã agarro num punhado de alface ou rúcula, junto umas sementes, uns pedaços de queijo ou um ovo cozido e voilá, o almoço está pronto! A verdade é que as saladas são uma maneira rápida, fácil e saudável de fazermos as nossas refeições e ultimamente tenho visto na internet fotos de saladas frescas em camadas, perfeitas para guardar e levar para o trabalho ou para um piquenique no parque. 

 

Esta semana a Editorial Presença lança "Saladas no Frasco", de Julia Mirabella, autora do blogue food and other stuff, um livro que apresenta 28 receitas em camadas e dicas de como preparar as nossas saladas com os ingredientes mais frescos.

 

Eu já tenho o meu e estou maravilhada com as fotos, para além disso estou ansiosa por testar algumas destas receitas, nomeadamente a Salada de Espinafres Mirtilos e Queijo Azul. Como sei que vocês também vão querer experimentar estas saladas tenho um exemplar do livro "Saladas no Frasco" para oferecer a um(a) leitor(a) do Vida de Desempregada. Para se habilitarem a este prémio basta preencherem as entradas do formulário abaixo até ao dia 12 de julho de 2015 à meia noite. Atenção, todas as entradas são obrigatórias. Este passatempo só é válido para residentes em Portugal. O(A) vencedor(a) será apurado(a) via random e contactado(a) por email. Cada pessoa só pode participar uma vez por dia.

 

Boa sorte!

 

Já agora, "Saladas no Frasco", de Julia Mirabella já està à venda nas livrarias de todo o país por apenas 9,90 €. Baratinho, não acham?

 

PS: Brevemente, também vou fazer uma review deste livro. Ah, não se esqueçam de participar nos passatempos Pantene e Takis.

 

Agora, deixo-vos umas fotos deste livro para se babarem um pouco!

Mason-jar1.jpg

Salada de Bulgur

blueberry-spinach-salad-in-mason-jars.jpg

Salada de Espinafres Mirtilos e Queijo Azul

full_104602_2F2014-10-02-140622-Mason_Jar_salads-p

Salada de Romã e PeraMason_Jar_Salad-corn_blueberry.jpg

Salada de Milho e Mirtilos

Mason_Jar_Salads-watermelon_feta.jpg

Salada de Malancia e FetaParchment-Paper-Fix.jpg

Molhos para saladas

Graziela

Chuva já não me surpreendes

_MG_2015a.png

Fotos: Graziela Costa e João Pontes

 

Quando era miúda no dia do meu aniversário chovia sempre e muitas vezes até fazia frio, o que era uma seca porque eu faço anos a 7 de junho, logo devia estar calor... Nos últimos anos o São Pedro tem nos trocado as voltas e seja em junho, julho ou agosto ele arranja sempre maneira de nos voltar a fazer vestir os casacos e a tirar os guarda chuvas do armário. Hoje, aconteceu-me isso, mas desta vez já estava prevenida, pois há uns meses atrás arranjei um mini guarda chuva que é perfeito para levar na mochila, ter na secretária do trabalho e até levar para os festivais de verão, pois o Paredes de Coura costuma pregar partidas. Este é da Terra Lusa e faz parte da coleção lenço de namorados e quem acompanha o blogue já conhece a minha "paixão" por este padrão, não é verdade? Agora, até faço pandan com o saco das compras. Eheheh

 

PS: Recentemente, fiquei também a saber que este tipo de guarda chuvas é permitido na bagagem de mão dos aviões (acho que é por ser pequeno), por isso da próxima vez que for a Amesterdão já não vou estar desprevenida.  

_MG_2024a.png

_MG_2016aa.jpg

_MG_2017aa.jpg

_MG_1603aa.png

Graziela

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pág. 2/2