Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de Desempregada

Um blogue de lifestyle para todos os orçamentos!

Fui só ali aos Açores conhecer o Programa Leite de Vacas Felizes

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9920.jpg

Fotos: Graziela Costa e Terra Nostra

 

A minha história com o leite não começou muito bem, pois na transição do leite materno para o leite de vaca, a coisa não correu bem e até aos 22 anos só bebi leite numa ocasião. Um dia da criança em que estava tanto calor, que à falta de outra coisa para beber, lá bebi o pacotinho de leite com chocolate que nos tinha posto no saco.

 

A segunda vez, foi quando estava de Erasmus porque não tinha mais nada em casa e assim comecei a beber leite regularmente. Confesso que bebê-lo simples ainda me custa dependendo da marca, mas já fiz bastantes progressos. Por isso, quando a Terra Nostra me convidou para ir conhecer o Programa Leite de Vacas Felizes nem pensei duas vezes. Primeiro porque era a oportunidade de ver o ciclo do leite completo, algo que sempre me intrigou, pois cresci no campo, mas lá não havia muitas vacas (na Serra da Estrela é mais ovelhas) e segundo porque ia ver como se trabalha numa fábrica, o que eu já sabia que iria dar boas fotografias.

 

Nesse sentido, no inicio de setembro, eu e mais um grupo de bloggers rumámos a São Miguel, nos Açores, para conhecer tudo sobre este Programa Leite de Vacas Felizes. Uma ação que assenta em 5 pilares: 

 

Pastagem - Os Açores são o único local do globo que consegue garantir alimento fresco às suas vacas 365 dias por ano, por isso elas só comem o que de melhor vem da natureza.

Bem estar animal - As vaquinhas vivem em comunidade e ao ar livre, logo são mais felizes.

Qualidade e segurança alimentar - A recolha do leite é feita todos os dias, o que faz com que seja mais fácil manter a sua frescura e propriedades nutricionais.

Produção Sustentável - Este programa valoriza todos os recursos naturais dos Açores através de boas práticas ambientais e consumo de energia eficiente.

Eficiência - O Programa Leite de Vacas Felizes presta apoio técnico no sentido de ajudar cada exploração a ter melhor práticas. Para além disso, também paga mais 10 cêntimos por litro que o preço praticado geralmente, logo a economia local fica a ganhar.

 

Conhecidos os pontos chave deste programa estava na altura de os ver postos em prática e assim fomos visitar um dos produtores deste programa onde pudemos ver vacas bem felizes. Depois fomos conhecer a fábrica da Bel, onde são produzidos os produtos das marcas Terra Nostra, Limiano, entre outras. No final ainda tivemos tempo para um lanchinho onde provámos os produtos Terra Nostra que havíamos visto ser fabricados.

 

Conclusão: acho que agora já posso beber leite muito mais descansada, pois é certo que existem muitos procedimentos que têm de ser seguidos porque este já é um processo industrializado, mas pelo menos tenta-se que os animais sejam felizes e que toda a economia local seja parte integrante do processo, o que faz com que todos fiquem de alguma forma satisfeitos.

 

Agora, deixo-vos algumas fotos desta visita.

 

PS: Ainda esta semana irei partilhar convosco um mini roteiro desta aventura de 2 dias em São Miguel. ;)

 

Acores_Sao_Miguel-9928.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9951.jpg

Os bezerros ficam na "maternidade" até terem idade para ir para o pasto com as outras vacasIMG_1899.JPG

A apresentação do Programa Leite de Vacas Felizes

IMG_6323.JPG

O nosso grupoAcores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9800.jpg

A modernas instalações da fábrica da BelAcores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9805.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9814.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9836.jpg

Tudo super bem higienizado

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9862.jpg

O sonho de qualquer fã de queijo da bolaAcores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9865.jpg

O embalamentoAcores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9868.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9890.jpg

O leite pronto para ir para nossa casaAcores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9894.jpgO lanche dos campeões (com produtos dos Açores, claro!)

 

*Fotos tiradas com a Canon 5D MarkIII

Graziela

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.