Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

My Cherry Lips

O My Cherry Lips nasceu da minha vontade de partilhar com os outros tudo o que eu gosto e que faz parte do meu dia a dia. Moda, Beleza, Lifestyle são os seus temas principais. Visitem!

Sex | 08.05.15

Be italian - Il Matriciano

_MG_1186-2.JPG

Fotos: Graziela Costa

 

Graziela é um nome tipicamente italiano e o meu deve-se ao facto de a minha mãe enquanto adolescente ter lido um livro, ficando fascinada com a protagonista. É certo que até aos 17 anos odiei o meu nome por ser diferente, mas quando fui para a faculdade percebi que até podia ser uma mais valia, pois ninguém tinha um nome igual. Entretanto, comecei a ver muitos filmes italianos dos anos 50 e 60 e fiquei ainda mais curiosa sobre esta cultura. A partir daí quis visitar Itália e isso já consegui, depois aprender a confeccionar comida italiana, essa parte ainda está em desenvolvimento e finalmente conhecer bons restaurantes italianos. Em Lisboa existem imensos restaurantes que têm comida italiana, o problema é que a maioria deles faz também comida indiana e às vezes até japonesa, ou seja não vamos misturar o que não é misturável. Assim, quando me convidaram para ir juntamente com outros bloggers conhecer o Il Matriciano, obviamente disse que sim, mas antes disso fui fazer uma aula de bodyattack para minimizar os "estragos". Por isso, hoje escrevo-vos sobre a minha experiência.

_MG_1191-3.JPG

_MG_1195-5.JPG

Quando cheguei ao Il Matriciano avisaram-me logo que o staff só falava italiano e eu fiquei logo em pulgas porque isso sim é uma "viagem" a Itália. Depois comecei a ver a decoração e apesar de muito sóbria tinha alguns toques que faziam toda a diferença como por exemplo, uma bandeira ou uma coroa de uma festa religiosa. Foi como se de repente tivesse voltado a Veneza e a Florença onde fui tão feliz...

_MG_1220-8.JPG

_MG_1234-12.JPG

Vinho italiano, claro!

FotorCreated.png

Começámos a nossa jornada com umas belas entradas: beringela parmegiana, um prato que eu já tinha provado antes, mas sem queijo parmesão e assim é muito melhor, uma tábua de enchidos de Parma (fantástica) e coppa, que é uma espécie de "salame", mas da qual eu não fiquei fã.

FotorCreateda.png

Provámos também presunto de Parma com mozzarella de búfala, uma combinação fantástica principalmente se juntarmos um pouco de manjericão e tomate seco. 

_MG_1260-17.JPG

Depois passámos para os pratos principais, sendo que o meu favorito foram estes raviolis recheados com ricotta e trufas (sabe mais ou menos ao mesmo que os cogumelos, mas são mais adocicadas), pois mal o vi na carta fiquei logo com vontade de experimentar, até porque só tinha provado com recheio de ricotta e espinafres, e presunto. 

 

_MG_1274-18.JPG

Seguiu-se um risotto de pêra e nozes com queijo tallegio, que era fantástico e mesmo eu que não costumo gostar de fruta em "comida normal" adorei. Este prato surpreende porque quando damos uma garfada conseguimos saborear a suavidade da perâ e ao mesmo tempo o crocante das nozes. Uma mistura diferente, mas que funciona muito bem.


_MG_1283-19.JPG

Confesso que quando cheguei ao tagliatelle com cogumelos e salsicha abbruzzo já estava cheia, mas provei um bocadinho e gostei muito. Os cogumelos eram bastante "carnudos" e salchinha desfeita dava-lhe um toque mais agradável do que se fosse uma vulgar carne picada.

_MG_1292-20.JPG

Finalmente, massa Allamatriciana, um prato bem picante, que apesar de muito bom foi aquele que eu apreciei menos porque, lá está é mesmo para que gosta de coisas "calientes". 

_MG_1300-21.JPG

Seguidamente passámos para as sobremesas, onde começámos por um tiramisu, que nos tinha sido muito gabado e até foi além das minhas expetativas (era super fofinho), pois o melhor que eu tinha comido até à data tinha sido feito por um colega de casa de uma amiga quando estávamos de erasmus em Espanha. 

_MG_1311-23.JPGTambém adorei o folhado de mascarporne e frutos vermelhos, pois as laminas da massa folhada desfazem-se na boca juntamente com o sumo dos frutos deixando um gostinho fantástico. 

_MG_1193-4.JPG

Já a crostata de Nutella foi a única que me desiluidiu porque apesar do seu bom aspecto e de eu adorar este chocolate, a massa era muito seca, e bem sei que não é uma tarte normal, mas de qualquer forma não ficou entre as minhas favoritas. 

FotorCreatedaa.pngTerminámos com uma escolha segura: panna cotta morango e chocolate, uma sobremesa que tem por base leite e é bastante suave na boca.

 

Em suma, gostei muito desta experiência verdadeiramente italiana e espero voltar, até porque agora já sei quais são os meus pratos favoritos: beringela parmegiana, raviolis recheados com ricotta e trufa e para a sobremesa tiramisu.

 

Já agora, o Il Matriciano tem todos os dias um prato do dia que ronda os 9 / 10 euros, mas aconselho-vos a visitarem este restaurante ao jantar porque o ambiente é muito mais romântico. 

 

Graziela

6 comentários

Comentar post