Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

My Cherry Lips

Um blogue de lifestyle bem docinho!

Qui | 27.02.14

Cheque Veterinário ajuda animais de famílias carenciadas

 Foto: Graziela Costa

 

Durante mais de dois anos pedi um cão. Pedi aos meus pais, pedi ao meu namorado, pedi a toda a gente... mas, quem estiver a ler este post vai pensar: "Então porque não foste a um canil e adoptaste um?". Bem, eu tinha muito amor para dar ao cão, mas também pensava: "Não tenho muito dinheiro para o veterinário, alimentação e outros custos.", havia muitos prós e contras, mas achava que se me aparecessem com o cão em casa todas as minhas dúvidas se iriam dissipar e, a verdade, é que assim foi.

 

Na véspera de Natal, quando a minha mãe me telefonou a perguntar se ainda queria ter um cão, os meus olhos brilharam, o meu sorriso ficou enorme e o meu coração bateu forte, e ainda que estivéssemos a 300km, de distância a minha mãe sentiu isso e não resistiu a dizer-me que tinha uma cadelinha à minha espera.

 

Os dias pareceram enormes até chegar o dia 23 de Dezembro e, mal saí do comboio, o meu pai disse-me que a Júlia, a minha cadela, estava no carro à minha espera e eu corri o mais rápido que pude.

 

Quando abri a porta, vi aqueles olhos pretos enormes a olhar para mim com uma ternura tão grande, que me deram a certeza que faltava: a Júlia foi uma das melhores coisas que me aconteceu nos últimos anos.

 

Com o passar dos dias, começaram a surgir os "dramas": a Júlia não dormia, só chorava e eu não sabia se ela tinha fome ou frio ou se estava doente. Entretanto, tive de regressar a Lisboa e a Júlia como ainda era muito pequena ficou mais duas semanas em casa dos meus pais. No dia em que voltei para a ir buscar já estava muito mais crescida e independente.

 

Com o crescimento chegaram mais despesas, a Júlia precisou de uma cama, coleira, trela, ração e mais recentemente começou a levar as vacinas. As idas ao veterinário não são assim tão baratas e muitas vezes as pessoas deixam de levar os animais por causa disso. Há até quem os abandone e, para combater isso, a Ordem dos Médicos Veterinários vai lançar um "Cheque Veterinário", com o intuito de ajudar famílias carenciadas de todo o País a tratar os seus animais de estimação. O projecto-piloto inicia-se no final deste mês em quatro freguesias de Lisboa.


O cheque veterinário vai funcionar da mesma forma que o cheque dentista. Só que, o cheque dentista é comparticipado pelo Estado, enquanto que o cheque veterinário tem o apoio da Ordem e dos Médicos Veterinários e de outras instituições.

As famílias vão ser seleccionadas pelas  juntas de freguesia e a Santa Casa da Misericórdia, sendo que nesta primeira fase, o programa estima abranger um total de "pelo menos duas mil intervenções". Para usufruirem desta iniciativa informem-se na vossa junta de freguesia.

Graziela

6 comentários

Comentar post