Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida de Desempregada

Um blogue de lifestyle para todos os orçamentos!

Os filmes que mudaram a minha vida

11210464_10155443561990648_239512993304359113_n.jp

Recentemente, terminei o curso de "História do Cinema" (ministrado pelo realizador António Pedro Vasconcelos), do Âmbito Cultural, do El Corte Inglés e adorei! Pois, para além de relembrar alguns dos clássicos que dei na faculdade descobri mais uma série de filmes que não conhecia. No entanto, o meu fascínio pelo cinema começou quando ainda andava na escola primária, já que na minha cidade existe um festival de cinema e na altura, o Lauro António, um conhecido crítico e um dos organizadores, costumava ir todos os anos à loja dos meus pais. Lembro que ele lhes perguntava sempre "então já a levaram ao cinema?" e os meus pais diziam que não dava porque tinham de trabalhar, mas aos 6 anos lá consegui ir.

 

Corria o ano de 1993 e numa tarde do mês de Outubro todas as escolas primárias do concelho foram ver o filme "Regresso a Casa". A sala de cinema estava cheia e os miúdos estavam todos aos gritos, a excitação era notória porque provavelmente também era a primeira vez que eles iam àquele local. Eu sentei-me no lugar que me indicaram e esperei que as luzes se apagassem.

 

No momento em que começaram a surgir as primeiras imagens no ecrã fiquei logo encantada, principalmente porque era um filme sobre animais e naquela altura tinham-me oferecido um cãozinho. Na verdade, não me lembro do filme todo, mas sei que chorei imenso e quando cheguei a casa abracei o meu cão (o Mickey) com medo de o perder. Nunca mais vi esse filme, mas sempre que conseguia lá convencia os meus pais a deixarem-me ir ao cinema com os meus primos mais velhos e um dia até os convenci a irem ver comigo o "Evita" (outro filme dado à choradeira eheheh). 

 

A minha "emancipação" face às idas ao cinema aconteceu lá para os 12 anos porque todas as sextas feiras o pai de uma das minhas melhores amigas nos ia levar e buscar ao cinema local (este era o requisito dos meus pais). Aliás, confesso que devo ter visto quase todos os blockbusters dos anos 90 e 2000, tanto que quando fui para a faculdade eu e as minhas melhores amigas já tínhamos visto quase todos os filmes do clube de vídeo lá do sitio. 

 

Ainda nessa altura pensei em ser realizadora, produtora de música, jornalista, fotógrafa e quando tive de escolher o curso que ia tirar decidi-me por "Novas Tecnologias da Comunicação, pois tinha bocadinho de tudo.

 

No entanto, o curso não tinha tanto audiovisual como eu pensava e comecei a ficar deprimida, tanto que nessa altura comecei a fotografar mais e a frequentar o "Mercado Negro". Um bar que, para além de ter concertos de bandas alternativas, exibia também, todas as quartas feiras, ciclos de cinema experimental, os quais me deram a conhecer realizadores como: Emir Kusturica, Pedro Almodóvar, Woody Allen, Philippe Garrel, entre outros. Ainda assim, acho que o "momento" que definiu os meus gostos cinematográficos foi mesmo o ano que passei de Erasmus, na Faculdade Ciências Sociais (Universidade de Vigo), local onde pude ter disciplinas como história do cinema, realização, iluminação e fotografia, cadeiras que me deram uma bagagem cultural enorme e que definem grande parte da pessoa que sou hoje em dia.

 

Tanto que, aos 27 anos já posso dizer que tenho um filme favorito e uma série deles que mudaram a minha vida! Ei-los aqui!

 

Já agora, quais foram os filmes que mudaram a vossa vida?

 

L'Eclisse - Micheangelo Antonioni 

O meu filme favorito

 

8 1/2 - Federico Fellini

 

Paris Texas - Wim Wenders

 

Lost In Translation - Sofia Coppola

 

Where The Wild Things Are - Spike Jonze

 

The Science Of Spleep - Michel Gondry

 

Les Amoures Imaginaires - Xavier Dolan

Bufallo 66 - Vincent Gallo

 

Gone With The Wind - Victor Fleming

 

Breakfast at Tiffany's - Blake Edwards

Graziela

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

1 comentário

Comentar post