Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida de Desempregada

Um blogue de lifestyle para todos os orçamentos!

Receitas rápidas: Papas de abóbora da minha bisavó

_MG_3071aa.jpg

Fotos: Graziela Costa 

 

Recentemente, a blogger Luísa Alexandra lançou um desafio em que pedia aos seus leitores para partilharem a receita que nunca falta nas suas mesas de Natal, por isso, hoje trago-vos uma receita de família: as papas de abóbora da minha bisavó.

 

Desde pequena que me lembro desta sobremesa fazer parte da minha ceia de Natal, até porque nesta altura do ano, muitas vezes oferecem abóboras aos meus pais e normalmente aproveitamo-las para fazer papas ou doce.

 

Eu gosto de ir para a cozinha ver a minha mãe a fazer os doces e comer aqueles restinhos que ficam no tacho depois de enchidas as tacinhas, mas recentemente descobri que as papas aquecidas no microondas também ficam fantásticas. Outra coisa, que gosto nesta sobremesa é o facto de não levar ovos, por isso até se conserva mais tempo. 

  

Ingredientes

1/2 kg de abóbora (qualquer uma serve, só difere o sabor)

1L de leite gordo

2 colheres de sopa de Farinha Maizena

2 colheres de sopa de Farinha de Trigo

Açúcar a gosto (neste caso, foram 6 colheres de sopa)

Canela (Margão) para enfeitar

 

Preparação

1 - Parte-se a abóbora ao meio, limpa-se o interior, retira-se a casca e parte-se em pedaços. 

2 - Coloca-se a abóbora a cozer em leite durante 10 minutos. 

3 - Assim, que a abóbora estiver cozida retire um pouco do leite para uma taça e reserve. Seguidamente tritura-se a abóbora com a varinha mágica. 

4 - Dissolva a farinha maizena e a farinha de trigo no leite que tinha reservado e depois passe para outra taça através de um passador.

5 - Leve a abóbora outra vez ao lume, acrescente as farinhas dissolvidas e o açúcar a gosto.

6 - Vá mexendo e mantenha o lume brando até as papas engrossarem.

7 - Deite em taças e deixe arrefecer.

8 - Polvilhe com canela.

_MG_3081aa.jpg

 

_MG_3051aa.jpg

 

_MG_3098aa.jpg

 

_MG_3049aa.jpg

Graziela

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

6 comentários

Comentar post