Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de Desempregada

Um blogue de lifestyle para todos os orçamentos!

"Fui" à Argentina - Volver by Chakall

_MG_2067-1.JPG

Fotos: Graziela Costa

 

Recentemente, fui convidada para experimentar o "Volver by Chakall", um restaurante que há muito queria visitar, mas que ainda não tinha tido oportunidade, até porque uma vez ganhei um workshop lá, mas meia hora antes surgiu um imprevisto e não pude ir. Desta vez, o grupo de bloggers que se havia juntado para experimentar o "Il Matriciano" voltou a reunir-se para mais um animado jantar. 

 

Como sabem eu estou de dieta, mas tenho um "dia da asneira" que reservo para ocasiões especiais e esta foi uma delas, mas só para que saibam, antes fiz uma aulinha de bodyattack para colmatar possíveis excessos. 

 

O "Volver by Chakall" situa-se no Lumiar (Lisboa) e apesar de não estar super visível, facilmente se chega lá, até mesmo de transportes públicos. Tem um ambiente bastante intimista, isto é as luzes são fracas para que possamos relaxar, a música é suave e a decoração é bastante requintada, um autêntico prazer para a "alma"! No entanto, o que faz deste restaurante popular é mesmo a sua carne Argentina de grande qualidade.

 

Eu confesso que nunca tinha experimentado carne deste país, mas sempre tive feedback positivo e nunca digo que não a um bom desafio, por isso venham daí conhecer os pratos que provámos ao longo deste jantar e quem sabe não vão lá um destes fins de semana...

_MG_2081-3.JPG

_MG_2073-2.JPG

Começámos a nossa refeição com uma série de entradas que fazem parte do menu "Cool Taping", nomeadamente: Sconnes de azeitonas e beterraba (uma combinação aparentemente estranha, mas que até tem um gosto engraçado), Panacotta Manjericão e um paté de azeitona com pimenta rosa que eu simplesmente adorei!

_MG_2092-4.JPG

Experimentámos também Chorizo Argentino (adorei, é muito mais suave que o chouriço português e até eu que não devo comer enchidos, porque me costumam fazer mal, arrisquei e valeu a pena!), Queijo Brie em massa kataífi com compota laranja Y mostarda (interessante, mas não foi dos meus favoritos), Pimentos Padrón (que nunca podem faltar num jantar destes) e cogumelos recheados (nhami!).

_MG_2100-5.JPG

Finalmente, as Empanadas de carne e atum, com um molho picante buenissimo! De notar que, a massa é super crocante e o recheio está na dose certa! Ainda assim, a minha favorita foi mesmo a de atum. 

DSC_0086a.png

Para prato principal, ao contrário dos meus colegas escolhi o Chakburguer, um hambúrguer de vaca com cebola roxa, bacon e queijo da serra em pão focaccia, que acaba por ser um prato forte para comer à noite, mas é delicioso! A acompanhar um rosti de batata-doce, isto é um misto de duas variedades de batata-doce tostadinhas no forno, que são bastante saborosas e são mais saudáveis que as típicas batatas fritas.

 

PS: Eu comi o meu hamburguér médio porque normalmente gosto da comida bem passada, se bem que os "especialistas" dizem que a carne se deve comer mal passada. Ainda assim, para mim estava fantástico!

DSC_0091aa.png

 Chakburguer (em pormenor)

_MG_2115-7.JPG

Os meus colegas escolheram Olho-de-Boi e Chuletón de Ávila marmorizada, dois dos mais famosos pratos do "Volver by Chakall" e que eu provei, mas continuo a achar que fiz uma boa escolha dado o meu gosto pessoal, pois estes dois pratos são mesmo para amantes de carne a valer. 

_MG_2118-8.JPG

Além do rosti de batata-doce, este dois pratos são acompanhados por legumes grelhados e apesar de não fazerem parte do meu prato era impossível resistir a umas boas courgettes e beringelas grelhadas, não é verdade?

_MG_2125-9.JPG

No final, cada um de nós escolheu uma sobremesa diferente, para que todos pudéssemos provar um bocadinho de todas. Começo por escrever sobre o Cheesecake de Queijo de Cabra com mel e nozes, uma combinação interessante dado o sabor forte do queijo e as texturas suave (do mel) e crocante (das nozes), de realçar que esta sobremesa é bastante cremosa tornando-se assim, uma boa surpresa para o paladar. 

_MG_2128-10.JPG

A minha escolhida foi a Torta Rogel "Con Mucho Dolce de Leche", pois mal vi que tinha doce de leite "atirei-me" de cabeça. No entanto, não gostei muito do crocante em si, pois achei um pouco seco, ainda assim explicaram-me que esta sobremesa é confeccionada desta forma para não se tornar enjoativa, isto é acaba por ser uma questão de gosto pessoal.

_MG_2135-11.JPG

A surpresa das surpresas, o Crumble de Abóbora com gelado de requeijão, uma sobremesa que inicialmente não me despertou interesse nenhum, pois não sou fã da combinação de requeijão com abóbora, mas que se revelou a melhor sobremesa da noite. A textura do crumble é super macia e o gelado tem um sabor muito agradável. 

_MG_2141-1.JPG

Por último, o Chocolove, uma mousse de chocolate com massepain e frutos vermelhos que é agradável, mas dadas as minha elevadas expectativas ficou um pouco aquém do que esperava, no entanto tem um empratamento divino, não acham?

 

Na minha próxima visita a este restaurante já sei que o Chakburguer e o Crumble de Abóbora com gelado de requeijão vão ter de fazer parte da ementa escolhida, mas até lá vou tentar recriar algumas das sobremesas em casa. 

Graziela

A última ceia do Chef Kiko

_MG_0700-1.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Pelo terceiro ano consecutivo, o Canal História convidou três dos mais reputados chefs portugueses a recriarem uma "última ceia", do seu ponto de vista. Na outra semana tive a oportunidade de ir ao restaurante "O Talho" do chef Kiko Martins conhecer a sua proposta para este desafio. Confesso que estava com um pouco de medo porque não como cabrito nem borrego, e como o protagonista deste menu era o cordeiro não sabia se iria gostar.

 

O convite que me fizeram era duplo, por isso decidi convidar uma amiga a vir comigo e partilhar esta experiência. Neste caso foi a Marisa do Sweet My Kitchen e felizmente, nenhuma de nós tinha ido ao "Talho" antes, logo foi uma experiência totalmente inovadora. Marcámos o almoço directamente no restaurante uns dias antes e às 13h e pouco, de quinta feira lá estávamos nós à porta d'O Talho.

 

Demos uma volta pelo espaço para descobrir as maravilhas que estavam à venda (sim, existe mesmo um talho além da parte de restauração) e fomos prontamente atendidas e encaminhadas para a nossa mesa. Tenho a dizer que todos os funcionários foram extremamente simpáticos e mesmo as pessoas que não "lidaram" directamente connosco pareciam muito bem dispostas e felizes por estar ali, o que faz com que nos sintamos logo bem naquele espaço.

 

Escolhemos as bebidas, eu bebi vinho branco e a Marisa vinho tinto, e num instante (o serviço funciona muito à base de reservas, por isso não ficam à espera mais que uns minutos) começaram a chegar as entradas: uma caixinha com vários tipos de pães, pasta de ricotta com tomate seco e chouriço, paté de fígado, manteiga artesanal e manteiga de tomate e oregãos, eu gostei especialmente da manteiga da pasta de ricotta e da manteiga artesanal. 

 

De repetente chega à mesa um belo prato onde o cordeiro e a cama de rúcula saltam à vista, e mal coloquei a minha faca sobre a carne, esta começou-se logo desfazer, de tão tenrinha que era. À primeira garfada todos os meus medos tinham desaparecido. Estava rendida àquele cordeiro recheado com tâmaras, pistachos, vinagre e pão e até me esqueci da minha dieta!

 

Adorei a mistura de sabores entre a carne, a rúcula e as "migas", onde podíamos sentir alguns pedacinhos de amendoim. Finalmente, a dar o ar da sua graça estava também uma batata revestida de azeitona desidratada (algo que eu quero muito experimentar fazer em casa), super saborosa.

 

O almoço soube bem não só pela comida, mas também pela conversa e no final terminámos a nossa refeição com uma bela sobremesa. A Marisa optou por uma sugestão de um dos empregados do restaurante e escolheu o Foie gras e Creme catalão, mas eu como sou desconfiada optei pelo Chocolate e Maracujá, uma escolha segura e da qual não me arrependi. Maravilhei-me com o doce do chocolate, em oposição à ligeira acidez do creme de maracujá e a textura do crocante que funcionava como elemento diferenciador nesta sobremesa.

 

O balanço foi extremamente positivo e sem dúvida quero voltar a este restaurante. Valeu a pena uma visita e os preços pelo que estive a ler até estão na média, tendo em conta o tipo de serviço e experiência que é proporcionada ao cliente. 

 

PS: Obrigada pelo convite Canal História e parabéns ao chef Kiko Martins por mais um prato delicioso ! 

_MG_0702-2.jpg

_MG_0705-3.jpg

_MG_0707-1.jpg

_MG_0710-4.jpg

 

_MG_0717-6.jpg

_MG_0721-7.jpg

_MG_0723-8.jpg

_MG_0725-9.jpg

_MG_0726-10.jpg

_MG_0728-11.jpg

_MG_0734-12.jpg

_MG_0736-13.jpg

_MG_0742-15.jpg

_MG_0744-16.jpg

_MG_0753-19.jpg

_MG_0758-20.jpg

_MG_0756-1.jpg

Graziela

Receitas rápidas: Empadão de carne

_MG_3178aa.jpg

Fotos: Graziela Costa 

 

Um dos meus pratos favorito é empadão, seja ele de carne ou de atum, mas confesso o empadão da minha mãe é muito melhor que o meu. Aproveitando o facto dela me ter vindo visitar, convenci-a a fazermos este prato e assim, experimentámos os produtos que chegaram das novas parcerias com a McCain, Pimensor e Margão. Assim, hoje trago-vos uma receita super fácil e bastante rápida que vos pode safar em qualquer ocasião.

 

Ingredientes

1 embalagem de puré McCain

350ml de leite

1 colher de sopa de Vaqueiro líquida

Pimenta preta qb

Sal (usei Rui Simeão) qb

500g de carne de vaca picada

1 copo de vinho branco

1 colher de sobremesa de pimentão doce (usei Margão)

1 colher de café de Tabasco Red

1 colher de sopa de Polpa de Tomate temperada com cebola e alho (usei Flor das Hortas)

1 colher de sopa de Azeite São Mamede

Margão Segredos Alho e Salsa qb

Azeitonas

 

Preparação

1 - Num tacho deita-se a carne picada, a polpa de tomate, o azeite, o vinho branco e o pimentão. 

2 - Tempera-se com sal, pimenta preta e segredos alho e salsa.

3 - Leva-se ao lume e vai cozendo em lume brando.

4 - Vá mexendo de vez em quando e quando a carne já tiver formado um molho cremoso retire do lume.

5 - Num outro tacho faz-se o puré seguindo as instruções da embalagem e tempera-se com sal e pimenta a gosto.

6 - No fundo de um pirex coloca-se uma camada de puré, depois uma camada de carne picada e mais uma camada de puré.

7 - Decore com azeitonas. Também pode colocar uma gema de ovo batida, mas eu gosto mais do sabor do puré tostadinho. 

 

_MG_3041aa.jpg

_MG_3045aa.jpg

_MG_3136aa.jpg

_MG_3149aa.jpg

_MG_3174aa.jpg

_MG_3179aa.jpg

mcc_bit_pure_750g_rgb.jpg

Graziela

Receitas rápidas: Canelones à bolonhesa

 Fotos: Graziela Costa

 

Nos últimos dias não tenho tido tempo para nada, nem para cozinhar, mas mesmo assim quero partilhar a última receita que fiz para os meus amigos. Canelones à bolonhesa, uma receita simples e que a maioria das pessoas adora.

 

Ingredientes

1 embalagem de canelones simples

250g de carne de vaca picada

2 colheres de sopa de Azeite São Mamede

Sal qb. (Rui Simeão - Tavira Sal)

Queijo Vaquinha ralado

1 embalagem de molho bechamel 

Tabasco Red

 

Preparação

1 - Parta a cebola em pequenos cubos.

2 - Refogue a cebola no azeite.

3 - Acrescente a carne e a polpa de tomate, tempere com um pouco de sal.

4 - Vá mexendo até cozinhar.

5 - Encha os canelones com o preparado e coloque num pirex que possa ir ao forno.

6 - Verta o molho bechamel sobre os canelones.

7 - Rale o queijo sobre o preparado anterior.

8 - Leve ao forno a 180º durante mais ou menos meia hora.

 

Se estiverem sem tempo para fazer uma sobremesa podem sempre experimentar um daquelas sobremesas do mundo, da Nestlé. Eu experimentei fazer o tiramisù e correu bem.

  

 

 

 

 

 

 

Graziela

Receitas rápidas: Bolonhesa light

 Fotos: Graziela Costa

 

Nos últimos tempos não tenho tido tempo para nada, por isso tenho feito muitas saladas, mas há dias que apetece algo um pouco mais aconchegante. Como tenho andado a tentar fazer uma alimentação mais equilibrada, decidi experimentar fazer uma bolonhesa light, substituindo a spaghetti tradicional por uma feita com fibra de aveia e farinha de konjac. Neste caso, usei um produto da gama Slim Pasta, da Sovex, uma empresa que comercializa produtos "amigos" da linha e do ambiente. 

 

Aqui fica a receita e espero que gostem.

 

Ingredientes

1 embalagem Spaghetti Slim Pasta - Sovex

100g de carne de vaca picada

Polpa de Tomate

1 colher de sopa de Azeite São Mamede

Sal qb (usei Rui Simeão - Tavira Sal)

Manjericão (usei Aromáticas Vivas)

Cebola qb

 

Preparação

1 - Parta a cebola em pequenos cubos.

2 - Refogue a cebola no azeite.

3 - Acrescente a carne e a polpa de tomate, tempere com um pouco de sal.

4 - Vá mexendo até cozinhar.

5 - Verta a água da embalagem de Spaghetti Slim Pasta.

6 - Leve a Spaghetti ao microondas.

7 - Num prato deite a spaghetti, cubra com a carne e decore com folhas de manjericão.

 

PS: Não se esqueçam de participar nos passatempos "Dona de Casa Perfeita" e "Chocolate Casa Grande".

 

 

 

 

Graziela

Receitas rápidas: Chilli com carne

 

 

Ontem foi o jantar de apresentação da Júlia à família, mas com a falta de tempo acabámos por ter de improvisar. Assim, optámos por experimentar o Chilli com carne da colecção 1, 2, 3... Sabor! da Knorr com a Arroz Carolino Bom Sucesso.

 

Receita para quatro pessoas

 

Ingredientes

2 copos de Arroz Carolino Bom Sucesso

1 embalagem de Chilli com carne da colecção 1, 2, 3... Sabor! da Knorr

4 copos de água

1 lata de feijão encarnado

Meia cebola

Carne picada

Azeite

Margarina

1 Chouriça ou paio

 

Procedimento

 

Chilli com carne

1. Frite a carne picada em margarina (75g). Deite 400ml de água fria, adicione o conteúdo da embalagem e mexa bem.
2. Escorra o feijão e adicione-o ao tacho. Leve à ebulição enquanto mexe.

3. Corte chouriço em cubinhos e acrescente ao preparado.
4. Tape e deixe cozinhar durante 5 minutos em lume brando, mexendo de vez em quando.

 

Arroz branco

1. Corte a cebola em pedacinhos, adicione um fio de azeite, leve ao lume e deixe alourar.

2. Adicione a água previamente fervida (aconselho o jarro eléctrico, pois é mais rápido e acaba por ser mais económico) e junte o arroz.

3. Deite uma pitada de sal, tape e deixe cozinhar em lume brando durante 15 / 20 minutos.

 

 

 

 

Graziela

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.