Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de Desempregada

Um blogue de lifestyle para todos os orçamentos!

Ir ao chinês sem sair de casa

Knorr-4.JPG

Fotos: Graziela Costa 

 

Desde que comecei a fazer dieta, que em minha casa basicamente só tenho legumes, mas como meu namorado não gosta tanto deles quanto eu convém ter sempre uma alternativa, assim ultimamente os noodles têm sido uma boa opção, pois são rápidos de fazer e são saborosos, sim porque até eu já provei um pouco.

 

Outra coisa gira, é que os noodles lembram-me sempre aqueles filmes americanos em que os personagens chegam a casa cansados, encomendam uns noodles e ficam espojados no sofá com os respetivos(as) namorados(as). E até é algo romântico, não acham? 

 

Estes, que vos mostro são da Knorr, pois fui seleccionada para uma nova campanha da Youzz e recebi algumas amostras para provar. As variedades disponíveis são: queijo, cogumelos, tomate e galinha e nos supermercados custam cerca de 1,15 euros, ou seja para uma refeição rápida até é relativamente barato.

 

Só têm um senão, já que se seguirem à risca as instruções vão ficar com uma massa muito aguada, por isso deixo-vos uma dica: façam os noodles numa panela e deixem cozinhar como se fosse uma massa normal, isto é até ficarem quase sem molho e vão ver que ficam muito mais saborosos. 

Knorr-1.JPG

Knorr-3.JPG

Knorr-5.JPG

Knorr-7.JPG

Graziela

Uma viagem à China medieval: Dinastia Tang

Julho-7.JPG

Fotos: Graziela Costa

 

Há dias em que não me apetece cozinhar, mas apetece-me comer bem e experimentar novos sabores e culturas. Num destes dias aconteceu-me isso e até calhou bem, porque juntamente com outros bloggers fui experimentar o Dinastia Tang. Um restaurante no Poço do Bispo (Lisboa) com um ambiente intimista e inspirado na época das dinastias Tang e Ming, um sítio único e com uma decoração repleta de peças originais e algumas réplicas, que honram as tradições orientais e nos fazem sentir dentro dessa cultura.

 

O Dinastia Tang pretende então fazer-nos viajar até à China milenar, através da sua comida cantonesa e dos seus pratos agridoces da região de Jiangsu e picantes da região de Sichuan, mas não só porque enquanto lá estamos podemos ouvir música ambiente típica e imaginar que estamos do outro lado do mundo.

 

Escrevo-vos agora sobre a minha experiência gastronómica:

 

Começámos a nossa refeição com um chá quente seguido de algumas entradas como: crepes de camarão (o recheio e o crocante da massa eram super agradáveis, beringelas agridoces (pena estarem um pouco frias), bolinhas de sésamo (que ficam fantásticas com molho picante) e Siu mai, uma espécie de bolinhas de massa recheadas, que ficam fantásticas com molho picante ou agridoce e sem dúvida o meu favorito. 

 

Depois experimentámos lascas de peixe picante, um prato bastante típico e bom para acompanhar com brócolos salteados ou arroz; porco com alho chinês (adorei, super bem temperado e estaladiço) e arroz de peixe (podia estar um pouco menos picante), ainda assim devo dizer que o porco com alho chinês foi sem dúvida o meu favorito, mas as lascas de peixe também não estão nada mal.

 

Finalmente, descobrimos as sobremesas e apesar da cozinha cantonesa não ter muitos pratos típicos destaco o gelado frito e o leite frito, que é impossível comer só um rolinho. 

 

Para uma primeira experiência neste tipo de gastronomia acho que não foi nada mal e espero voltar em breve. 

Julho-6.JPG

A fachada do restaurante

Julho-9.JPG

Julho-10.JPG

Julho-11.JPG

Ambiente e decoração

Julho-12.JPG

Julho-13.JPG

Julho-15.JPG

Chá quente para iniciar a refeição

Julho-16.JPG

Entradas

Julho-17.JPG

Crepes de camarão

Julho-18.JPG

Siu mai

Julho-19.JPG

Beringelas Agridoce

Julho-20.JPG

Pratos principais

Lascas de Peixe Picante

Julho-21.JPG

Porco com Alho Chinês

Julho-22.JPG

Brócolos salteados

Julho-23.JPG

Julho-24.JPG

Sobremesas

Gelado frito

Julho-25.JPG

Julho-26.JPG

Leite frito

Graziela

Receitas rápidas: Strogonoff de frango à minha maneira

Fotos: Graziela Costa 

 

É verdade que tudo o que leva natas é bom, mas às vezes gosto de arriscar um pouco mais e hoje trago-vos uma receita dos meus tempos de faculdade. Em 2006 quando fui estudar para Aveiro tinha um supermercado perto da minha casa ao qual ia sempre com o dinheiro contado. Uma vez encontrei por lá uma mistura de legumes chinesa e decidi comprar porque era barato e pronto, eram legumes, logo seria um pouco saudável. Lembro-me que não sabia muito bem o que ia fazer com aquilo, mas lá me decidi a fazer um arroz de legumes chineses. Por estranho que pareça gostei e voltei a faze-lo muitas vezes durante a universidade, mas depois com a ida para Erasmus e a vinda para Lisboa deixei de faze-lo.

 

Em Maio, aquando do convite do Lidl para o evento da semana asiática vim de lá com uma bela mistura chinesa e claro, pensei logo em voltar a fazer o tal arroz. Como no outro dia o meu namorado foi lá a casa almoçar, decidi mostrar-lhe os meus dotes culinários e fazer um strogonoff à minha maneira, isto é, com mais vegetais e sem as tradicionais batatas fritas. Espero que gostem!

 

Ingredientes

(para 2 ou 3 pessoas)

2 bifes de frango

1 alho francês

1 pacote de natas vegetais Bravo Cream (Sodifer)

1 colher de sopa de Vaqueiro líquida

1 colher de sopa de Azeite São Mamede

2 colheres de polpa de tomate

1 cebola

Sal com orégãos qb. (Al Canet)

Salva qb. (Margão)

Tabasco Red qb.

1 dente de alho

1 copo de Arroz aromático (Bom Sucesso)

Mistura de legumes oriental (Lidl)

Água

 

Preparação

1. Parta o frango em pedaços.

2. Parta a cebola em pequenos cubos, reserve metade para juntar ao frango e metade para o arroz.

3. Numa caçarola deite a Vaqueiro líquida, a cebola e leve a alourar.

4. Junte o frango, tempere com sal (com orégãos) e salva.

5. Acrescente a polpa de tomate e um pouquinho de água. Deixe ferver.

6. Parta o alho francês em tirinhas e junte ao frango. Deixe cozinhar até a água se evaporar.

7. Acrescente as natas e o tabasco e deixe cozinhar em lume brando.

8. Para o arroz parta um dente de alho em pedacinhos e junte à cebola que anteriormente tinha reservado.

9. Leve a alourar num tacho com azeite.

10. Acrescente o arroz e vá mexendo. 

11. Deite dois copos de água e a mistura chinesa.

12. Deixe cozinhar em lume brando.

 

 

 

 

 

 

 

Alguns dos produtos utilizados nesta receita.

Graziela

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.