Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de Desempregada

Um blogue de lifestyle para todos os orçamentos!

"Fui" à Argentina - Volver by Chakall

_MG_2067-1.JPG

Fotos: Graziela Costa

 

Recentemente, fui convidada para experimentar o "Volver by Chakall", um restaurante que há muito queria visitar, mas que ainda não tinha tido oportunidade, até porque uma vez ganhei um workshop lá, mas meia hora antes surgiu um imprevisto e não pude ir. Desta vez, o grupo de bloggers que se havia juntado para experimentar o "Il Matriciano" voltou a reunir-se para mais um animado jantar. 

 

Como sabem eu estou de dieta, mas tenho um "dia da asneira" que reservo para ocasiões especiais e esta foi uma delas, mas só para que saibam, antes fiz uma aulinha de bodyattack para colmatar possíveis excessos. 

 

O "Volver by Chakall" situa-se no Lumiar (Lisboa) e apesar de não estar super visível, facilmente se chega lá, até mesmo de transportes públicos. Tem um ambiente bastante intimista, isto é as luzes são fracas para que possamos relaxar, a música é suave e a decoração é bastante requintada, um autêntico prazer para a "alma"! No entanto, o que faz deste restaurante popular é mesmo a sua carne Argentina de grande qualidade.

 

Eu confesso que nunca tinha experimentado carne deste país, mas sempre tive feedback positivo e nunca digo que não a um bom desafio, por isso venham daí conhecer os pratos que provámos ao longo deste jantar e quem sabe não vão lá um destes fins de semana...

_MG_2081-3.JPG

_MG_2073-2.JPG

Começámos a nossa refeição com uma série de entradas que fazem parte do menu "Cool Taping", nomeadamente: Sconnes de azeitonas e beterraba (uma combinação aparentemente estranha, mas que até tem um gosto engraçado), Panacotta Manjericão e um paté de azeitona com pimenta rosa que eu simplesmente adorei!

_MG_2092-4.JPG

Experimentámos também Chorizo Argentino (adorei, é muito mais suave que o chouriço português e até eu que não devo comer enchidos, porque me costumam fazer mal, arrisquei e valeu a pena!), Queijo Brie em massa kataífi com compota laranja Y mostarda (interessante, mas não foi dos meus favoritos), Pimentos Padrón (que nunca podem faltar num jantar destes) e cogumelos recheados (nhami!).

_MG_2100-5.JPG

Finalmente, as Empanadas de carne e atum, com um molho picante buenissimo! De notar que, a massa é super crocante e o recheio está na dose certa! Ainda assim, a minha favorita foi mesmo a de atum. 

DSC_0086a.png

Para prato principal, ao contrário dos meus colegas escolhi o Chakburguer, um hambúrguer de vaca com cebola roxa, bacon e queijo da serra em pão focaccia, que acaba por ser um prato forte para comer à noite, mas é delicioso! A acompanhar um rosti de batata-doce, isto é um misto de duas variedades de batata-doce tostadinhas no forno, que são bastante saborosas e são mais saudáveis que as típicas batatas fritas.

 

PS: Eu comi o meu hamburguér médio porque normalmente gosto da comida bem passada, se bem que os "especialistas" dizem que a carne se deve comer mal passada. Ainda assim, para mim estava fantástico!

DSC_0091aa.png

 Chakburguer (em pormenor)

_MG_2115-7.JPG

Os meus colegas escolheram Olho-de-Boi e Chuletón de Ávila marmorizada, dois dos mais famosos pratos do "Volver by Chakall" e que eu provei, mas continuo a achar que fiz uma boa escolha dado o meu gosto pessoal, pois estes dois pratos são mesmo para amantes de carne a valer. 

_MG_2118-8.JPG

Além do rosti de batata-doce, este dois pratos são acompanhados por legumes grelhados e apesar de não fazerem parte do meu prato era impossível resistir a umas boas courgettes e beringelas grelhadas, não é verdade?

_MG_2125-9.JPG

No final, cada um de nós escolheu uma sobremesa diferente, para que todos pudéssemos provar um bocadinho de todas. Começo por escrever sobre o Cheesecake de Queijo de Cabra com mel e nozes, uma combinação interessante dado o sabor forte do queijo e as texturas suave (do mel) e crocante (das nozes), de realçar que esta sobremesa é bastante cremosa tornando-se assim, uma boa surpresa para o paladar. 

_MG_2128-10.JPG

A minha escolhida foi a Torta Rogel "Con Mucho Dolce de Leche", pois mal vi que tinha doce de leite "atirei-me" de cabeça. No entanto, não gostei muito do crocante em si, pois achei um pouco seco, ainda assim explicaram-me que esta sobremesa é confeccionada desta forma para não se tornar enjoativa, isto é acaba por ser uma questão de gosto pessoal.

_MG_2135-11.JPG

A surpresa das surpresas, o Crumble de Abóbora com gelado de requeijão, uma sobremesa que inicialmente não me despertou interesse nenhum, pois não sou fã da combinação de requeijão com abóbora, mas que se revelou a melhor sobremesa da noite. A textura do crumble é super macia e o gelado tem um sabor muito agradável. 

_MG_2141-1.JPG

Por último, o Chocolove, uma mousse de chocolate com massepain e frutos vermelhos que é agradável, mas dadas as minha elevadas expectativas ficou um pouco aquém do que esperava, no entanto tem um empratamento divino, não acham?

 

Na minha próxima visita a este restaurante já sei que o Chakburguer e o Crumble de Abóbora com gelado de requeijão vão ter de fazer parte da ementa escolhida, mas até lá vou tentar recriar algumas das sobremesas em casa. 

Graziela

A comemoração!

_SAM4365-42.JPG

Fotos: Graziela Costa e Carolina

 

Recentemente, a Iglo promoveu um passatempo chamado "Casa dos Sabores", cujo o mote era oferecer aos seus fãs a possibilidade de juntar a família, os amigos, os colegas de trabalho, o grupo da futebolada ou quem quisessem e combinarem um jantar.

 

Para participarmos apenas tínhamos de nos registar no site e escrevermos a razão porque devíamos ser nós a ganhar um desses jantares. Eu queria comemorar o meu novo emprego e foi essa a razão que dei. Convidei onze amigos (se pudesse tinha convidado muitos mais, por isso não levem a mal), escolhi três datas e esperei. Passado algum tempo recebi um email a dizer que tinha sido uma das vencedoras e fiquei super feliz, primeiro porque nunca teria a possibilidade de oferecer um jantar assim em minha casa (é pequena demais) e segundo porque financeiramente também não me era possível.

 

Na semana passada, depois do trabalho lá fomos nós jantar à "Casa dos Sabores". Para nos receber estavam a Carolina (uma das promotoras do passatempo), a Isabel (a chef) e a sua assistente (peço imensa desculpa, mas esqueci-me do nome), que prontamente nos puseram à vontade e até nos deixaram tirar fotografias enquanto cozinhavam.

 

Como chegámos relativamente cedo, antes do jantar ainda tivemos tempo para nos sentar, pôr a conversa em dia e conhecermo-nos todos um pouco melhor. O jantar em si foi delicioso e acima de tudo divertido (quem me dera poder fazer um jantar destes todos os meses), foi a oportunidade perfeita para partilhar a minha alegria com alguns dos meus amigos!

 

Obrigada a todos por terem ido! O próximo projeto será um mega piquenique do "Vida de Desempregada", para que para além de vocês possam estar presentes todos os que seguem este cantinho.

 

PS: Obrigada Iglo estava tudo fantástico! Adorámos! 

_SAM4367-43.JPG

_SAM4368-44.JPG

_SAM4370-45.JPG

_SAM4374-46.JPG

_SAM4376-47.JPG

_SAM4379-48.JPG

_SAM4380-49.JPG

_SAM4381-50.JPG

_SAM4386-51.JPG

_SAM4387-52.JPG

Os nossos nuggets antes de irem para a mesa

_SAM4389-1.JPG

O nosso grupo

_SAM4391-54.JPG

A Isabel a decorar a sopa de ervilhas

_SAM4393-55.JPG

_SAM4396-56.JPG

_SAM4397-57.JPG

_SAM4399-58.JPG

Cada um pode escolher o seu big burguer (vaca, frango, peixe e vegetais)

_SAM4405-59.JPG

_SAM4407-2.JPG

_SAM4411-60.JPG

A sobremesa: suspiro com frutos vermelhos

_SAM4414-3.JPG

 Obrigada à Iglo e a todos os meus amigos por este jantar. Adorei!

Graziela

9ª Edição do Projecto Endògenos: o rei carolo!

_MG_8262aa.png

Fotos: Graziela Costa

 

Sempre fui fascinada por campos de milho, aliás quando era pequena uma das minhas brincadeiras favoritas era jogar às escondidas no campo de milho da quinta dos meus avós. Adorava tocar nos seus grãos amarelos e nas suas espigas, sendo que estas últimas usava-as para fazer cabeleiras para as Barbies. No entanto, quando me falavam em carolos de milho a conversa já era outra, pois quando era miúda os avós de uma das minhas primas tinham um moinho e regularmente faziam carolos, uma espécie de papas brancas que só o cheiro já me dava volta ao estômago, mas quando me convidaram para a 9ª Edição do Projecto Endògenos, um evento que visa promover e valorizar produtos endógenos portugueses da terra/mar e suas regiões de origem decidi arriscar. 

 

_MG_8274aa.png

_MG_8270aa.png

O nono jantar deste projecto teve como base o Carolo de Milho e foi da autoria do Chef Alexis Gregório. Decorreu na Adega Machado, no Bairro Alto, em Lisboa, uma conhecida casa de fados à qual nunca tinha ido, mas da qual saí encantada, pois os funcionários são muito simpáticos e o espaço super agradável.

 

Pelo caminho encontrei a Marisa do Sweet My Kitchen e a Ana do Telita na Cozinha (que finalmente conheci pessoalmente), as minhas companheiras nesta aventura gastronómica que vos passo agora a contar.

_MG_8278aa.png

_MG_8281aa.png

Iniciámos o jantar com uma pequena apresentação da Real Companhia Velha que havia preparado uma selecção de vinhos para harmonizar este jantar. Do mais leve ao mais encorpado e forte nada foi deixado ao acaso.

 

_MG_8282aa.png

_MG_8290aa.png

Depois passámos para refeição em si, onde começámos por provar um Amuse Bouche, uma espécie de "rissol" com recheio de cogumelos fantástico!

 

_MG_8293aa.png

Seguiu-se “Olha o passarinho”, um creme aveludado com codorniz e poejos em canja, que apesar do seu bom aspecto eu não consegui comer porque não gosto de codorniz.

 

_MG_8296aa.png

Seguimos para o prato “O Milho Malhoa”, um suflé com milho doce e chouriço  super saboroso, sem dúvida um dos melhores da noite. Aliás, como fã de sufflé fiquei cheia de pena quando cheguei ao fim.

 

_MG_8299aa.png

_MG_8303aa.png

_MG_8308aa.png

Adorei o empratamento deste “Fado dos Trópicos”, um prato composto por uma espécie de farofa, carabineiro e ratatoullie tropical. Agridoce, mas bastante saboroso. 

 

_MG_8314aa.png

Um falso Xérem com amêijoas desidratadas, robalo, funcho, laranja e puré de caldeirada constituíram o prato “Falsa Baiana”, que foi acompanhado por  um Chardonnay de reserva branco. Ambos os meus favoritos desta noite, até porque nos últimos meses tornei-me mesmo fã deste peixe.

 

_MG_8319aa.png

“Donde Vens, Amália?” um prato de carne que constava numa combinação de cachaço de porco preto (super tenrinho), milho frito e legumes glaceados, onde um Touriga Nacional tinto combinou bastante bem. Para além disso, visualmente era muito apelativo.

 

_MG_8334aa.png

Finalmente, “A Doce Maria de Lourdes”, uma combinação de bolo, crumble, gelado de milho doce, suspiros e puré de frutos silvestres, de “braço dado” com um vinho do Porto Quinta das Carvalhas Tawny Reserva. A chamada cereja no topo do bolo! 

 

_MG_8336aa.png

A noite terminou com uma actuação da fadista Yola Dinis acompanhada por Sandro Costa (Guitarra Portuguesa), António Neto (Viola) e Jorge Carreiro (Contrabaixo), sem dúvida um momento para mais tarde recordar.

 

Este mês acontece o 10º jantar do Projecto Endògenos, que tem como mote o berbigão e decorre dia 25 de Março, quarta-feira, às 19h30, no Restaurante Clube de Jornalistas, no Bairro da Lapa, em Lisboa. O menu tem um preço de 30 euros e se fizerem bem as contas compensa porque é uma refeição gourmet composta por diversos pratos e acompanhada por vinhos de grande qualidade.

 

11018918_1556748567937626_878230042531782882_n.jpg

Foto: Facebook Chef Aléxis Gregório

Graziela

Passatempo Zomato / Vida de Desempregada

 

Começo o fim de semana com uma grande notícia para vocês! Já por várias vezes vos falei no Zomato, um site / aplicação onde vocês podem pesquisar sobre restaurantes e dar a vossa opinião, isto é, uma rede social sobre comida. Como eu já faço parte e gostei tanto do conceito, em parceria com a Zomato tenho para vos oferecer um jantar para duas pessoas no The Great American Disaster (Lisboa). O convite inclui prato principal e sobremesa (as bebidas e entradas são pagas à parte) e para se habilitarem a este fantástico prémio basta preencherem as entradas do formulário abaixo (atenção, que há entradas obrigatórias e se não as cumprirem serão desclassificados).

 

Este passatempo só é válido para residentes em Portugal e termina a 11 de Outubro à meia noite.

 

Boa sorte e espero que tenham um jantar bem romântico. Eu já fui a este restaurante e adorei o local!

 

PS: Fiquem atentos ao meu perfil do Zomato, pois regularmente vou postando novas reviews sobre os restaurantes a que vou.

 

Já agora, também podem concorrer ao passatempo Durex e no passatempo Editorial Presença. Participem aqui e aqui.

 

a Rafflecopter giveaway

Graziela

Em noites de Verão organizem festas com os vossos amigos

 

No final da semana passada, recebi uma encomenda do Lidl muito especial: uma caixa de pizza com um press realease a informar-me sobre a semana italiana que iria decorrer nas lojas Lidl, para além disso, esta caixa trazia um vale de oferta de três pizzas da marca Italiano. Mal vi o vale pensei logo: "vou organizar um jantar com os meus amigos", neste caso foi um jantar ítalo-português.

 

Na terça feira depois do estágio, reunimo-nos no meu terraço para o evento e só vos digo: foi altamente! A regra era cada pessoa trazer uma contribuição e entre sangria, sumos e comida a festa fez-se à grande! Começámos a festa com as pizzas salamino piccante e pesto, pizza quattro formaggi e pizza alla Parmigiana, mas confesso que a minha favorita é a primeira, no entanto as opiniões dividem-se. 

 

Depois passamos para a carne e no final terminámos com bolo de brigadeiro, ginjinha feita pela minha mãe, muitos risos e com vontade de repetir. Quem sabe na próxima vez, não apostamos nas massas já que, a semana italiana do Lidl tem produtos bem interessantes como a panna cotta ou os molhos para massa.

 

Obrigada João, Diana, Filipa, Ana Paula e Fábio por esta noite, a próxima festa já está marcada para o inicio de Agosto.

 

E vocês, já fizeram algum jantar este Verão?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Graziela

Receitas rápidas: Lasanha Graziela

 

No dia dos namorados saí do estágio já passavam das 19h, estava a chover e não sabíamos o que íamos fazer. Para além disso com a vinda da Júlia (a minha cadelinha) tem sido difícil ir jantar fora. Assim, decidi improvisar com o que tinha em casa e fiz uma lasanha à minha maneira. Deixo-vos aqui a receita e se quiserem experimentem depois partilhem na nossa página de Facebook.

 

Ingredientes

Placas de lasanha

Pimentos verdes e vermelhos

Tabasco Red

Flor de Sal Rui Simeão

Presunto

Paio

Salsa

Azeite

Água

1 embalagem de Molho Bechamel

Polpa de tomate

1 Cebola

Queijo flamengo

 

Preparação

 

1. Lave os pimentos e corte-os em fatias grossas.

 

2. Parta em cubos uma cebola, algumas fatias de presunto (convém ser presunto de peça e não às fatias) e paio.

 

3. Leve a cebola a alourar num fio de azeite e acrescente o paio e o presunto em cubos.

 

4. Deite água a ferver e polpa de tomate. Pode ainda acrescentar umas gotinhas de Tabasco Red.

 

5. Deixe cozinhar e enquanto isso, vá colocando placas de lasanha no fundo de um pirex.

 

6. Deite o preparado sobre as placas de lasanha e cubra com mais uma camada de placas.

 

7. Seguidamente, deite o molho bechamel sobre as mesmas e polvilhe com queijo "esfarelado".

 

8. Leve ao forno a 180º durante 20 a 30 minutos.

 

 

 

Nesta receita usei flor de sal pela primeira vez e gostei muito do resultado. Segundo li, deve-se utilizar flor de sal no fabrico de manteigas, queijos e culinária de alto gourmet (vamos pensar que a minha lasanha está neste patamar), adicionando-se um pouco antes de confeccionar e um pouco mais depois dos alimentos já confeccionados.

 

Neste caso utilizei, flor de sal Rui Simeão proveniente das salinas da Ria Formosa (Tavira), mas também fabricam sal "normal" e esse vou utilizar numa próxima receita. Já agora, se quiserem espreitar mais sobre estes produtos podem fazê-lo através do site http://www.ruisimeao.com/

 

Utilizei também Tabasco Red, o qual já havia utilizado nos Bifes com arroz de alho e pimentos guisados, neste caso utilizei-o para que o sabor do pimento saísse realçado.

 

 

 

 

 

 

Recentemente, descobri os sumos Alo, fiquei fã e decidi partilhar convosco. Os Alo existem em três sabores Allure, Confort e Appeal sendo que, todos têm por base o aloé vera. O Allure combina o mangostão com a manga, o Confort, o doce da melancia e do pêssego, já o Appeal traz-nos a frescura dos citrinos combinando o pomelo, a toranja e o limão. Estes sumos estão à venda em diversos cafés e ginásios e têm poucas calorias. Algo que, toda a gente gosta não é?

 

Para este prato sugiro o Alo Allure, sumo de polpa de aloé vera, mangostão e manga.

 

 

Graziela

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.