Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de Desempregada

Um blogue de lifestyle para todos os orçamentos!

Ares do Norte

IMG_5045.jpg

Fotos: mi-caremê

 

Faz hoje dois meses que o meu pai faleceu e como ele tinha muito orgulho em mim e na mulher que me tornei decidi que partilhar umas fotos que o iriam deixar orgulhoso seria a melhor forma de o homenagear. Para além disso, sei que ele gostava muito de me ver esta capa e também acho ia gostar da combinação de roupas que fiz.

 

Amo-te pai!

IMG_5026.jpg

Colar: Lily Charmed | Baton: O Boticário Intense Circus Vermelho Show

IMG_5099.jpg

Carteira: Mango (via Showroomprive)

IMG_5049.jpg

IMG_5120.jpg

Sapatos: Choies

IMG_5170.jpg

Capa: Yoyo Melody (traz uma fita de veludo, mas acho que fica mais giro sem ela)

IMG_5217.jpg

IMG_5226.jpg

IMG_5254.jpg

Camisola: SheInside

IMG_5320.jpg

Graziela

Ser turista na minha cidade - Parte 18: Campo Pequeno

Lisboa_Mae_Pequenas-31.JPG

Fotos: Graziela Costa e Maria Almeida

 

A minha mãe veio passar uns dias comigo a Lisboa e como há muita coisa que ela ainda não conhece aproveitei para lhe ir mostrar alguns locais que ainda não tinha fotografado para o "Ser turista na minha cidade". Um deles é a praça de touros do Campo Pequeno, um edifício extremamente rico a nível arquitectónico e um ex-líbris da nossa cidade. Infelizmente, não fotografei o seu interior porque paga-se 5 euros para visitar o museu e a arena e para duas pessoas seria um pouco caro, pois eu já lá fui assistir a diversos espectáculos e não acho que a riqueza exterior seja comparável com o interior. Ainda assim, o jardim envolvente também é muito agradável e tem algumas esplanadas bastante convidativas.

 

Transportes:

Metro: Campo Pequeno

Autocarro: 736, 783, 738, etc.

 

PS: Podem ver outras visitas da série "Ser turista na minha cidade" aqui.

Lisboa_Mae_Pequenas-22.JPG

Lisboa_Mae_Pequenas-21.JPG

Peq-23.JPG

Peq-24.JPG

Vestido: Romwe | Óculos de sol: Alain Afflelou | Alpargatas: Seaside | Relógio: Daniel Wellington

Peq-25.JPG

Lisboa_Mae_Pequenas-27.JPG

Peq-26.JPG

Mochila: Dresslink

Lisboa_Mae_Pequenas-28.JPG

Lisboa_Mae_Pequenas-30.JPG

Curiosamente, na altura em fomos o Campo Pequeno, o Ikea Portugal estava a dar a conhecer o seu novo catálogo e se tirássemos uma foto dentro da roulotte deles ainda ganhávamos vouchers para refeições grátis (menu almondegas vegetarianas). Vejam aqui o calendário e os locais onde esta ação vai decorrer. 

Lisboa_Mae_Pequenas-29.JPG

PS: Se forem na happy hour (17h30) também têm direito a lanchinho à borla. Aproveitem!

Graziela

À descoberta das origens

Julho_a-6.JPG

Fotos: Graziela Costa, Sandrine Ginja e Ana Gaspar

 

Sou curiosa por natureza e adoro descobrir o "lado de trás" das coisas que gosto, aliás foi isso que inicialmente me levou a confecionar receitas para o blogue. Na altura queria aprender a fotografar "comida" e testar-me a mim própria. Assim, quando recentemente me convidaram para descobrir como são feitos os cremes vegetais nem pensei duas vezes, até porque não resisto a um bom pão com este tipo de cremes (é a minha grande facada na dieta).

 

Na sexta feira passada, eu e mais alguns bloggers partimos à aventura e fomos conhecer os segredos da Escolha Vegetal, uma série de marcas de cremes vegetais representadas pela Unilever / Jerónimo Martins.

Julho-37.JPGNesta nossa visita começámos por ir visitar um campo de girassóis, pois são eles que fornecem as sementes que vão dar origens aos óleos naturais usados para fazer os cremes naturais.

 

Confesso que, apesar de ter crescido no campo nunca tinha ido a um campo de girassóis, mas adorei, principalmente porque dá para tirar fotografia lindíssimas. 

Julho_a-4.JPG

Vestido: Romwe | Brincos: She Inside | Óculos: Time For Wood | Relógio: Daniel Wellington

Julho_a-7.JPG

Julho_a-9.JPG

Julho_a-8.JPG

Julho-36.JPG

Julho-34.JPG

Sementes de girassol

Julho-33.JPG

Extração caseira do óleo de girassol

Julho-32.JPG

As sementes de girassol secas são um óptimo snack e ficam perfeitas em saladas. Já experimentaram?Julho_a-10.JPG

O nosso grupo Julho-38.JPG

Julho-39.JPG

Alguns dos ingredientes

Julho-40.JPG

Depois de conhecermos a origens dos óleos utilizados na confeção dos cremes vegetais pusemos mãos à obra e em equipas de dois fizemos o nosso próprio creme vegetal. O meu foi feito com óleo de girassol, de coco, salsa e estava muito bom. 

 

E vocês também gostavam de fazer o vosso? Então, espreitem o vídeo no final do post e tentem a vossa sorte. 

Julho-41.JPG

Julho-42.JPG

O meu creme vegetal

Julho-43.JPG

A prova das nossas escolhas vegetaisJulho-35.JPG

 Sem dúvida, um dia para recordar

Já agora, aqui fica a receita para aprenderem a fazer um creme vegetal caseiro. Divirtam-se!

Graziela

Passeio de domingo / Passatempo Terra Lusa

_SAM2512aa.jpg

 Fotos: Graziela Costa e João Pontes

 

Depois de sexta e sábado ter passado o tempo de um lado para o outro a fotografar os concertos do Vodafone Mexefest (podem ver a reportagem no site da Rua de Baixo), domingo foi dia de passar algum tempo com o meu namorado e a Júlia (cadela).

 

Um dos nossos sítios favoritos para levar a Júlia a passear é a Herdade do Cabeço da Flauta (onde costumam realizar o Super Bock Super Rock) porque tem imenso verde para ela poder correr à vontade sem nós nos preocuparmos se vem algum carro. Como ali à volta não há nada levei um lanchinho e aproveitei o sol que fazia.

 

Bem, acho que já não via a Júlia assim feliz há muito tempo e o que é certo é que ela chegou a casa coberta de lama e ela bem que nos tentou sujar a nós também. Eheheh

 

_SAM2521a.jpg

 Vestido: Romwe | Eco Saco: Terra Lusa

 

Como já falta menos de um mês para o Natal mostro-vos também duas das minhas prendas de Natal adiantadas: um relógio da Sammydress e um eco saco com o tema bordado de Guimarães da Terra Lusa. Uma marca, que toda a gente que me conhece sabe que eu adoro e da qual já vos falei aqui diversas vezes.  No entanto, para quem não conhece, esta empresa portuguesa apresenta várias colecções de produtos onde cada referência é um tributo ao património cultural português. Cada colecção normalmente é composta por pano de limpeza, capa protectora de óculos, eco saco, relógio, chapéu de chuva e leque, estando à venda em estações de correio, lojas de artesanato, museus e aeroportos. Por isso, se ainda não sabem o que oferecer este Natal espreitem o site da Terra Lusa e vão ver que encontram alguma coisa bem gira e baratinha.

 

Como eu sei que vocês também querem receber prendinhas vão ter de ler o post até ao fim e ver a surpresa.

_SAM2565aa.jpg

_SAM2575a.jpg

Relógio: Sammydress

 

_SAM2501a.jpg

 Eco Saco: Terra Lusa

 

Terra Lusa  tem para oferecer aos leitores do Vida de Desempregada dois eco sacos da colecção "Bordado de Guimarães" iguais ao da imagem em cima. Para se habilitarem a estes prémio basta seguirem os passos do formulário abaixo.

 

Atenção, este passatempo é apenas válido para residentes em Portugal e termina dia 14 de Dezembro à meia noite. Os vencedores serão apurados via random e cada pessoa só pode participar uma vez por dia.

 

Boa sorte e não se esqueçam de concorrer também ao passatempo "Maped".

 

 

 

Graziela

Preparar o Outono / Inverno: as roupas que eu escolhi

No dia em que comecei o meu estágio profissional avisaram-me logo que não iam ficar com nenhum dos estagiários, por isso todos os meses fui poupando um dinheiro para comprar as coisas que me faziam falta há muito tempo. Compradas essas coisas coisas, pagas as contas e pondo de parte o valor que estipulei a mim própria poupar todos os meses, sobrou dinheiro para roupa, coisa que já não comprava há muito tempo. A certa altura já evitava mesmo entrar em lojas da roupa para nem ter pensamentos consumistas. Assim, conheci as lojas de roupa online que normalmente têm grandes promoções, portes grátis ou acima de alguns valores e, o melhor, não vêm 2000 pessoas vestidas com o mesmo casaco ou vestido.

 

Hoje, mostro-vos as peças que fui reunindo nos últimos meses e algumas dicas de peças essenciais no nosso vestiário para estarmos preparadas para o dia a dia e para as entrevistas de emprego.

 

CASACOS 

 

No ano passado comprei um casaco deste género online, mas como era grande para mim ofereci-o à minha mãe. Assim, quando vi este casaco da Sheinside foi amor à primeira vista e desta vez comprei o meu tamanho (eheheh). Um casaco quentinho, mas que não seja demasiado é sempre uma peça essencial, porque pode ser conjugado com umas calças ou um vestido mais leve e nunca nos deixa mal.

 

Ah, esta também foi a primeira vez que encomendei na Sheinside e veio tudo direitinho. O casaco veio bem acondicionado e o material é de boa qualidade. Recomendo!

 

Também vale a pena termos um casaco mais leve para usar como uma espécie de blazer / bolero, pois vamos poder usá-lo com saias, calças ou mesmo vestidos. Como já devem ter reparado eu escolho sempre tons escuros (maioritariamente negros) porque dão com todas as cores e padrões. Para além disso, não se sujam tanto. Este casaco é da Romwe e é engraçado porque atrás é feito em malha e à frente é feito em napa (nada de usar peles de animais!).

 

BLUSAS / CAMISAS / CAMISOLAS

 

 Camisa: Romwe

 

Como eu não gosto de camisolas de lãs nem coisas que me piquem o pescoço, escolhi umas camisas e blusas mais leves, que conjugadas com um bom casaco de Inverno não me vão deixar passar frio. A primeira é mais para uma saída com amigas ou um encontro informal, as outras duas são perfeitas para usar no trabalho / universidade porque são simples, mas combinadas com uns acessórios mais vistosos funcionam bem. 

 

 Blusa: Romwe

 

 Blusa: Romwe

 

VESTIDOS

Finalmente, os vestidos, as minhas peças de roupa favoritas. Já declarei aqui imensas vezes o meu amor aos vestidos e confesso que no Inverno quase só uso vestidos. Primeiro, porque gosto de usar collants, segundo, porque quando chove e molhas as pernas seca mais rápido que umas calças de ganga, terceiro, de manhã perdemos muito menos tempo a vestir-nos.

 

Este vestido é da Persunmall e tem um padrão xadrez que eu gosto muito, pois lembra-me os colégios britânicos.

 

ACESSÓRIOS

Quanto a acessórios, escolhi esta carteira vermelha da Tidestore (http://www.tidestore.com/product/Fascinating-New-Arrival-Simple-But-Elegant-Pu-Womens-Tote-Bag-10858268.htm) porque dá com a maioria das minhas roupas e é semi formal, ou seja tanto posso usá-la no trabalho como numa saída à noite. Para além disso, tem espaço para a tralha toda. 

 

Também foi a primeira vez que encomendei na Tidestore, o único problema que tive foi mesmo a carteira ter ficado presa na Alfândega, mas imprimindo um cópia do site rapidamente me deram a minha carteira e não tive de pagar nada de taxas.

 

 Carteira: Front Row Shop

 

Esta é uma daquelas carteiras perfeitas para sair ou para uma roupa mais informal. É certo que é um bocado tchan porque andamos com um nuvem ao ombro, mas quando a vi não resisti. Para além disso tem dois lados: um branco e um preto, é como ter duas carteiras.

 

 

Este ano decidi desafiar-me e vou usar uma boina. Quando era criança tinha uma boina vermelha (lembro-me da boina, mas não me lembro de a usar) que a minha mãe dizia que era muito gira e que me ficava muito bem. Pensando nisso decidi arriscar e comprar esta boina da Front Row Shop e incorporar o espírito francês (se eu não vou a Paris, espero que esta boina traga um pouco do estilo francês ao meu dia a dia). 

 

 

Para usar com vestidos num estilo mais indie rock, comprei este chapéu da Romwe, que aposto que vai andar comigo para todo o lado.

 

BIJUTARIA

 

Por último e como eu não sou de usar muita bijutaria aqui ficam umas peças chave para dar um toque mais especial aos coordenados. 

 Brincos: Romwe

 

 Brincos: Romwe

 

 Anel: Romwe

Graziela

O nosso primeiro piquenique

 Fotos: Graziela Costa e João Pontes

 

Quando era pequena lembro-me de fazer montes de piqueniques com os meus tios, na maioria das vezes no Vale do Rossim (Serra da Estrela) ou então na Serra da Boa Viagem (Figueira da Foz), mas  com o tempo todos os meus primos cresceram e deixámos de ter esse hábito. 

 

Há umas semanas atrás a Planta enviou-me um press kit composto pela toalha verde e a certa de verga castanha desafiando-me para um piquenique com a sua manteiga. O repto foi aceite, até porque há meses que queria faze-lo, mas havia sempre uma desculpa ou era o mau tempo ou a falta de organização, mas no sábado não houve desculpa e rumei à margem sul cheia de tralhas (sim, foi interessante viajar de metro e barco com a Júlia (cadela) e todas as coisas que vêem nas fotos, mas valeu a pena). Até porque este foi mesmo o nosso primeiro piquenique.

 

Sábado de manhã, acordei tarde e por isso, foi tudo preparado um pouco à pressa, mas arranjei as cestas com umas tostas de alho e salsa (Rialto), um queijo para barrar (Saloio Alvão cremoso), Chutney de Tomate (Compotas Chutneys), kaviar transmontano de azeitona preta e de azeitona verde (Doces da Puri) e Planta sabor a manteiga. Para beber, levei o concentrado Jusanté, porque é bastante prático e tem vários sabores como laranja, ananás, maracujá, frutos tropicais e pêssego (que foi o que bebemos). Ficou a faltar o vinho branco (que ia tornar a cena mais romântica, mas aí está uma boa desculpa para fazer mais um piquenique).

 

 

 Cesta tradicional feita á mão: Toino Abel | Almofada: Donna Xica | Máquina fotográfica: Fujifilm Instax Mini 8

 

Depois de meses fechada em casa à espera da melhor oportunidade para ser trazida à rua, a cestinha da Toino Abel fez sucesso, pelo menos no metro e no barco toda a gente olhava para ela e sorria (suponho que saudade e encanto por outros tempos). Já agora, para quem não conhece Toino Abel é um projecto do Nuno Henriques, um jovem que pretende trazer de volta as cestas de junco que os nossos avós usavam antigamente. Para além disso, é também uma homenagem ao seu avô Abel. Podem ver outros modelos destas cestas aqui.

 

Ah, claro que a almofada da Donna Xica também veio neste piquenique e não sei se já viram o nosso passatempo, mas podem ganhar uma almofada como esta. Participem aqui.

 

 Alparcatas: Romwe

 

Como a Júlia não pára quieta e mal vê outros cães vai a correr atrás convém ter as alparcatas sempre à mão e para quem nunca usou vão adorar porque são leves e super práticas. Eu uso-as quase todos os dias.

 

 

 

 

 

 Óculos de sol: Firmoo

 

Fotografar para mais tarde recordar, uma tarde bem passada, e sem hora para acabar.

 

 Relógio: Sammydress

 

 Anel: Romwe

Graziela

De olho nos festivais de Verão

Hoje, os Rolling Stones tocam no Rock In Rio Lisboa e acho que agora já posso dizer: está aberta a época dos festivais de "Verão"! Por isso, deixo-vos uma sugestão bem fashion para usarem num concerto: este Boho Paisley Romper da Romwe que podem ver na imagem acima. 


Já agora, até à meia noite do dia de hoje este macacão vai estar à venda por apenas $11.99 e claro, os portes são grátis para todo o mundo. É de aproveitar!
 

 

Umas boas botas também são uma boa opção, pois são práticas e normalmente mais fáceis de limpar. Para além disso, aconselho-vos a levar um casaco bem quente, pois à noite as temperaturas costumam ser bem mais baixas.

 

 Ah, e este macacão também é perfeito para ir à praia.

 

 

Ou para ver os Arctic Monkeys!

 

 Ou mesmo os Arcade Fire!

Graziela

A pensar nos dias de Primavera

Já estão a pensar no bom tempo? Eu já, por isso, aqui fica um post com sugestões de looks para a Primavera. Por exemplo, esta Dior & Roses Print T-shirt da Romwe apela mesmo às cores e cheiros desta estação e durante o dia de hoje vai estar à venda por apenas $9.99 (no dia 23 de Maio volta ao preço normal $24.99).

 

Esta t-shirt está limitada a 500 peças e o melhor é que 100 dos seus compradores vão receber grátis 1 capa para Iphone 5/5s igual à tshirt.

 

Uma promoção a não perder até porque os portes são grátis.

 Primavera é também sinal de cabelos ao vento e passeios à beira rio. 

 

 Maquilhagens bem girly.

 

 

Esta sombra rosa escuro da Bellápierre é um bom exemplo. Para quem não conhece, a Bellápierre é uma marca americana de cosméticos minerais 100% naturais (não há cá nada de ingredientes estranhos que nós nem sabemos quais são) que abriu recentemente um espaço em Lisboa, na Rua da Escola Politécnica 42. É uma espécie de beauty bar no coração do Entre Tanto, um edifício no Príncipe Real que acolhe uma série de lojas que vocês vão querer conhecer!

 

Já agora, a Primavera é também uma boa altura para verificarem a validade dos vossos produtos de maquilhagem porque sim, eles têm validade e se usados fora de prazo podem fazer mal à vossa pele.

 

 

Graziela

Pelos caminhos de Portugal / 6 meses de Júlia

Este fim de semana, o meu namorado surpreendeu-me com uma escapadinha por Setúbal. Depois de uma tarde a fotografar crismas, eu e a Júlia rumámos à Margem Sul para o encontrar. Chegámos ao nosso ponto de encontro já tarde, e por isso, só chegámos a Setúbal perto das 22h30. Assim, decidimos fazer um piquenique no quarto com uns sumos biológicos da Origens Bio e uma quiche de bacon e queijo cabra, cuja receita irei publicar brevemente. 

 

 Bom dia! Ai se os senhores do hotel soubessem que a Júlia andou a passear pela cama.

 

 Colar: Born Pretty Store

Óculos: Firmoo

 

Aproveito para vos falar em mais uma das minhas descobertas pelo o mundo da internet a Born Pretty Store, uma loja online de acessórios, bijutaria, etc. Os portes são grátis e tem sempre montes de promoções. Por exemplo, este colar tipo gola foi baratissímo e funciona bem com cores escuras ou roupas sem padrões. Uma coisa boa: não é pesado o que faz não se sintam desconfortáveis depois de algumas horas com ele ao pescoço.

 

Já agora, deixo-vos um cupão que vos permitirá ter 10% em todo o site: DDET10

 

 ROMWE Deer Print Pleated Crop Black Dress

 

Olha a figurinha...

 

 O meu primeiro choco frito. É bom, mas só consigo comer um bocadinho, depois torna-se enjoativo porque parece lula.

 

 Dona, posso comer um bocadinho?

 

 Uma volta pela doca de Setúbal.

 

 

 

 

 Será que ele está a pescar o barco?

 

 Momento cinematográfico

 

 Vista da Serra da Arrábida

 

 

Recentemente, a crónica Abandonados da SIC exibiu uma reportagem sobre o Regimento de Artilharia de Costa e durante o caminho avistei algo familiar, pedi ao meu namorado para pararmos o carro e lá fomos nós à aventura.

 

Esta é uma das várias baterias existentes ao longo da costa portuguesa e que depois de deixarem de ter uso foram abandonadas. Não sei se foi graças à SIC ou não, mas foi interessante ver a quantidade de pessoas que chegavam e exploravam aquele lugar que tem uma vista fantástica.

 

 A Júlia a relaxar.

 

E como a Júlia fez 6 meses teve direito a prendas: um postal que a minha mãe lhe enviou e um alfinete personalizado da Mundo de feltro, uma lojinha de bijutaria online de uma leitora do Vida de Desempregada. Podem ver as coisas giras que ela faz aqui.

Graziela

Mimos da liberdade

 

25 de Abril é sinónimo de liberdade, mas este ano foi também sinónimo de descanso, pois todos os dias acordo super cedo. Por isso, decidi que ia ser um dia para mimar-me e sem muito trabalho na cozinha.

 

Pela manhã comecei com iogurte biológico de mirtilo (Pur Natur), um dos meus frutos favoritos. Actualmente, já existem vários iogurtes com mirtilo no mercado, mas em alguns o iogurte não liga bem com a fruta e este fica mesmo docinho.

 

Já agora, estes iogurtes encontram-se na maioria das grandes superfícies, algumas vezes junto aos iogurtes normais ou na área biológica / dietética.

  

E porque ao almoço também não me quis chatear, decidi experimentar mais produtos biológicos: Ravioli de Ricotta e espinafres em molho de tomate (Origens Bio) e com umas folhinhas de manjericão (já vindas da minha mini horta). 

 

Gostei muito deste produto, pois após ler a ficha nutricional reparei que não tem muitas calorias e em caso de pressa ou preguicite aguda proporciona-nos uma refeição bastante agradável. 

 

 Nhami, não?

 

Um pouco de liberdade!

 

 ROMWE Birds Print Pleated Belted Red Dress

 

E como não tinha cravos vermelhos vesti-me eu própria de vermelho. Aliás, este é mesmo o meu primeiro vestido vermelho (para os meus pais não dizerem que ando sempre vestida de preto). 

 

 Óculos Firmoo

Anel Ring&Things

 

 

Já agora, mostro-vos mais uma coisinha vinda da internet, um anel da Ring&Things, uma loja online de bijutaria, acessórios, carteiras e sapatos com coisas bem giras.

 

PS: Se alguma vez virem alguma coisa que gostem no site da Ring&Things podem sempre usar este código STYLECARD10 e ter 10% de desconto numa compra.

 

 

Liberdade é também explorar sítios novos e por acaso valeu a pena esperar para visitar esta casa abandonada e ainda que não tenhamos conseguido entrar mesmo dentro do edifício, as imediações também são bastante interessantes como podem ver pela foto abaixo.

 

Ah, para quem não conhece este é o Palácio do Rei do lixo ou Torre do Inferno – Coina, considerado um dos mais bonitos edifícios abandonados, em Portugal.

 

  

 

O lanche também foi digno de mimos e experimentei mais uma coisa nova, os bolinhos de tomilho e limão Salgueirinhos, que são fabricados  pela Padaria do Salgueiro, uma empresa instalada na aldeia de Salgueiro do Campo, Castelo Branco, com 24 anos de existência, que fabrica pão e bolos tradicionais. Já agora, não sei se deram conta, mas se participarem no passatempo de aniversário do Vida de Desempregada habilitam-se a ganhar um cabaz onde está presente uma caixa de Salgueirinhos. Participem aqui. 

 

Ah, brevemente vou publicar uma receita da qual os Salgueirinhos também fazem parte, por isso fiquem atentos.

Graziela

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.