Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de Desempregada

Um blogue de lifestyle para todos os orçamentos!

Ser turista na minha cidade - Parte 55: Pavilhão Carlos Lopes

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-12.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Catorze anos após o seu encerramento e dois anos após as grandes obras de remodelação, o Pavilhão Carlos Lopes (situado no Parque Eduardo VII, em Lisboa) abriu de novo as suas portas. Aproveitando a minha visita ao "Peixe Em Lisboa", um evento que decorreu neste espaço entre 30 de março e 9 de abril tirei uma fotografias para vos mostrar este "tesourinho" arquitetónico.

 

Originalmente designado de "Pavilhão das Indústrias", este edifício foi construído em 1921 por ocasião da Exposição Internacional do Rio de Janeiro. A sua fachada e interiores contam com esculturas Raul Xavier e os azulejos que o decoram são originários da Fábrica de Sacavém.

 

Desde 1984 é chamado de Pavilhão Carlos Lopes, em homenagem ao primeiro atleta português a conquistar uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos e além de receber eventos alberga também um núcleo museológico onde podemos conhecer a história deste atleta e ver alguns dos seus objetos pessoais. Oram vejam as fotografias abaixo. 

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-14.jpg

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-11.jpg

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-14.jpg

 

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-8.jpg

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-9.jpg

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-10.jpg

 

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-1.jpg

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-2.jpg

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-3.jpg

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-4.jpg

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-5.jpg

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-6.jpg

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-7.jpg

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-12.jpg

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-16.jpg

Pavilhao_Carlos_Lopes_Lisboa-17.jpg

Graziela

Ser Turista Na Minha Cidade - Parte 54: Los Carpinteros

Los_Carpinteros-004257.jpg

Fotos: Graziela Costa captadas com a Canon 5DS

 

Ultimamente tem sido difícil "turistar" por Lisboa, mas no sábado passado lá arranjei um tempinho para visitar a instalação do coletivo Los Carpinteros, nas Carpintarias de São Lázaro. Um espaço em obras que alberga até dia 1 de maio, uma "explosão" bem interessante. Um relógio avariado, mesas e cadeiras partidas suspensas no ar convidam à fotografia e dão asas à imaginação. 

 

De notar que, esta é a exposição inaugural das Carpintarias de São Lázaro, que depois de décadas de atividade reencarnam num espaço cultural e para quem quiser visitar esta instalação basta dirigem-se às Carpintarias de São Lázaro (Lisboa, perto do Martim Moniz) de quarta a sábado das 15h às 19h. A entrada é livre.

 

Pessoalmente, adorei esta instalação e acho seria perfeita para fotografar um editorial de moda (leitores fotógrafos aproveitem esta dica ;), mas se ainda têm dúvidas porque devem ir vejam as fotos abaixo e deixem-se levar!

Los_Carpinteros-004287.jpg

Los_Carpinteros-004254.jpg

Los_Carpinteros-004260.jpg

Los_Carpinteros-004261.jpg

Los_Carpinteros-004270.jpg

Los_Carpinteros-004272.jpg

Los_Carpinteros-004276.jpg

Graziela

Ser turista na minha cidade - Parte 53: Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves

Casa_Anastacio_Goncalves-003256.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Quase todos os dias passo pela Casa Museu Dr. Anastácio Gonçalves, mas só recentemente tive oportunidade de a visitar e não podia ter ficado mais surpreendida. Aliás, quem diria que numa vivendinha no meio do centro de Lisboa eu podia encontrar pinturas naturalistas e românticas de pintores portugueses dos séculos XIX e XX, esculturas, artes decorativas e um acervo de porcelana chinesa fantástico? Pois é, esta casa guarda segredos bem interessantes e posso dizer-vos que vale a pena a visita, pois lá estão expostas algumas das mais belas paisagens portuguesas. 

 

Eu gostei especialmente das coleção de pintura, mas a coleção de mobiliário também é fantástica e acho que pelas fotografias abaixo já podem ter uma ideia do que vos espera se forem visitar a Casa Museu Dr. Anastácio Gonçalves.

 

Casa Museu Dr. Anastácio Gonçalves está aberta de terça a domingo das 10h às 18h (pausa para almoço das 13h às 14h), sendo que a entrada custa 3€, mas fica grátis se forem no primeiro domingo do mês ou levarem a vossa declaração do centro de emprego.

 

PS: Para verem outros "Ser Turista Na Minha Cidade" entrem aqui.   

Casa_Anastacio_Goncalves-003259.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003262.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003281.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003317.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003319.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003325.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003326.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003329.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003331.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003335.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003337.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003341.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003344.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003345.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003349.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003354.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003356.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003362.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003363.jpg

Casa_Anastacio_Goncalves-003366.jpg

Graziela

Ser turista na minha cidade - Parte 52: Atelier Museu Júlio Pomar

Atelier_Museu_Julio_Pomar-003005.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Agora que estou de novo empregada sou turista de fim de semana e hoje partilho convosco uma das minhas últimas visitas: o Atelier Museu Júlio Pomar. Um espaço situado na zona do Chiado, em Lisboa onde podem conhecer as obras de um dos mais famosos artistas contemporâneos. 

 

Luminoso e amplo, este Atelier Museu alberga algumas das mais conhecidas obras do pintor Júlio Pomar e até dia 12 de março recebe "Void" uma exposição conjunta com Julião Sarmento, outro nome incontornável da cultura portuguesa.

 

Pessoalmente, adorei visitar este espaço e confesso que gostava imenso ter lá ficado sentada a ler um livro e a apanhar sol (se forem lá vão ver como é acolhedor).

 

O Atelier Museu Júlio Pomar pode ser visitado de terça a domingo entre as 10h e as 18h. A entrada custa 2€, mas à terça feira é grátis. 

 

PS: Para verem outros "Ser Turista Na Minha Cidade" entrem aqui.  

Atelier_Museu_Julio_Pomar-002989.jpg

Atelier_Museu_Julio_Pomar-002991.jpg

Atelier_Museu_Julio_Pomar-002992.jpg

Atelier_Museu_Julio_Pomar-002994.jpg

Atelier_Museu_Julio_Pomar-002997.jpg

Atelier_Museu_Julio_Pomar-002999.jpg

Atelier_Museu_Julio_Pomar-003003.jpg

Graziela

Ser turista na minha cidade - Parte 51: Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado - Lisboa

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8547.jpg

 Fotos: Graziela Costa captadas com a Canon 6D

 

Situado em plena baixa pombalina, o Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado alberga na sua coleção permanente obras de alguns dos mais conhecidos artistas portugueses contemporâneos. Amadeo de Souza-Cardoso, Columbano Bordallo Pinheiro ou Helena Almeida são apenas três dos artistas autores das centenas de pinturas, fotografias, esculturas e instalações que podemos ver neste espaço e quando o fui visitar este museu tive a oportunidade de ver a coleção permanente e uma exposição temporária de Francisco Afonso Chaves, que nos apresenta belas fotos do arquipélago dos Açores e da Madeira captadas através de estereoscopia.

 

O Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado pode ser visitado de terça a domingo das 10h às 18h, sendo que a entrada custa 4,50€. No entanto, se apresentarem a vossa declaração do centro de emprego ou visitarem este espaço no primeiro domingo do mês a entrada é gratuita.

 

PS: Para verem outros "Ser Turista Na Minha Cidade" entrem aqui.  

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8546.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8548.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8549.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8551.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8553.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8557.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8559.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8560.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8561.jpg

 

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8562.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8566.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8569.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8571.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8573.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8576.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8580.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8583.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8585.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8586.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8587.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8588.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8589.jpg

Museu_de_Arte_Moderna_Lisboa-8590.jpg

Graziela

Ser turista na minha cidade - Parte 50: Basílica da Estrela

Basilica_da_Estrela-1053.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Desde pequena que ouço falar sobre a Basílica da Estrela e porquê? Porque lá foram realizados os casamentos, batizados e funerais de muitas personalidades públicas, mas acima de tudo pela imponência deste edifício. E vocês perguntam: então porque é que nunca lá foste? Bem, até estive lá à porta algumas vezes, uma delas até tentei entrar, mas estava a decorrer a missa. 

 

Recentemente, aproveitando a visita da minha mãe decidi ir mostrar-lhe a Basílica da Estrela e como fomos durante o horário laboral pudemos ver tudo à vontade. Nomeadamente, o presépio barroco de Machado de Castro, que é talvez o presépio mais interessante que já vi, pois além da "cena" da natividade incorpora "cenas" quotidianas portuguesas: como a matança do porco, a taberna, etc. Para além disso, lá podem também ver o túmulo da rainha Dona Maria I, fantásticos lustres, a cúpula em mármore rosa e uma vista fantástica desde do terraço (mas, eu não fui porque não tinha dinheiro trocado eheheh). A entrada é livre, mas podem fazer uma contribuição para o restauro do presépio.

 

PS: Para verem outros "Ser Turista Na Minha Cidade" entrem aqui.  

Basilica_da_Estrela-1050.jpg

Basilica_da_Estrela-1051.jpg

Basilica_da_Estrela-1035.jpg

Basilica_da_Estrela-1040.jpg

Basilica_da_Estrela-1041.jpg

Basilica_da_Estrela-1042.jpg

Basilica_da_Estrela-1044.jpg

Basilica_da_Estrela-1048.jpg

Basilica_da_Estrela-1049.jpg

Basilica_da_Estrela-1026.jpg

Basilica_da_Estrela-1029.jpg

Basilica_da_Estrela-1030.jpg

O presépio de Machado de Castro

Basilica_da_Estrela-1021.jpg

Basilica_da_Estrela-1023.jpg

Graziela

Ser turista na minha cidade - Parte 49: Festa Barroca

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Fotos: Graziela Costa

 

Ir ao Palácio Nacional da Ajuda (podem ver o "Ser Turista Na Minha Cidade" aqui) é sempre um prazer, mas vê-lo à noite é ainda mais majestoso. Os candelabros faustosos que iluminam as salas e os tecidos tornam-se ainda mais incríveis! Melhor só se juntarmos uma boa exposição e até dia 28 de fevereiro podem ver "Festa Barroca". Uma exposição que "ilustra e representa uma maneira diferente de contar a história, a arte e a cultura italianas, através da reconstituição dos sumptuosos trajes e do ambiente das cortes italianas na época barroca." Trajes que nos ajudam a viajar na história e que nos transportam aos tempos dos reis e rainhas. 

 

Eu tive a sorte de ir lá na sua inauguração e fiz algumas fotografias para vos mostrar e despertar em vós a vontade de visitar a "Festa Barroca".

 

A exposição em si grátis, mas têm de pagar para visitar o Palácio (a entrada custa 5€). No entanto, se levarem a declaração do centro de emprego ou forem no primeiro domingo do mês a entrada fica grátis.

 

 Vejam aqui outras visitas da série "Ser turista na minha cidade".

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Exposicao_Festa_Barroca_Palacio_Nacional_da_Ajuda-

Graziela

Ser turista na minha cidade - Parte 48: Casa dos Gessos

Casa_dos_Gessos_Lisboa-8688.jpg

Fotos: Graziela Costa captadas com a Canon 6D

 

A Casa dos Gessos é provavelmente um dos segredos mais bem guardados da cidade de Lisboa. Eu própria, apesar de viver cá há 8 anos só a descobri agora, através de um artigo da revista Time Out. Integrada no Museu Militar (que em breve também vos irei mostrar), a Casa dos Gessos guarda alguns dos moldes, das mais conhecidas estátuas nacionais: a estátua de D. José I (que podem ver no Terreiro do Paço), as estátuas de Sousa Martins (no Campo Mártires da Pátria), a de Afonso de Albuquerque (da Praça do Império), entre outras.

 

A Casa dos Gessos (localizada em frente ao Panteão Nacional, junto à Piscina de Alfama) pode ser visita às quartas-feiras das 10h30 às 12h30 e às quintas-feiras das 14h30 às 16h30. A entrada é livre.

 

PS: Para verem outros "Ser Turista Na Minha Cidade" entrem aqui

Casa_dos_Gessos_Lisboa-8656.jpg

Casa_dos_Gessos_Lisboa-8658.jpg

Casa_dos_Gessos_Lisboa-8660.jpg

Casa_dos_Gessos_Lisboa-8664.jpg

Casa_dos_Gessos_Lisboa-8670.jpg

Casa_dos_Gessos_Lisboa-8673.jpg

Casa_dos_Gessos_Lisboa-8674.jpg

Casa_dos_Gessos_Lisboa-8675.jpg

Casa_dos_Gessos_Lisboa-8681.jpg

Casa_dos_Gessos_Lisboa-8683.jpg

Casa_dos_Gessos_Lisboa-8662.jpg

Graziela

Ser turista na minha cidade - Parte 47: Mude fora de portas - Cidade Gráfica

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-8012.jpg

Fotos: Graziela Costa captadas com a Canon 6D

 

Desde pequena que adoro néons e quando vou de viagem farto-me de tirar fotografias a este tipo de "obra de arte". Assim, quando vi uma reportagem televisiva sobre a exposição "Cidade Gráfica" reservei logo um tempinho para ir visitá-la. 

 

Integrada no "Mude Fora de Portas", esta exposição dá-nos a conhecer alguns dos mais emblemáticos letreiros e reclames da Lisboa do século XX. Pelo meio podemos ainda ficar a conhecer um pouco mais sobre a evolução gráfica na publicidade nacional, o funcionamento de um néon e claro, tirar fotografias espetaculares.

 

"Cidade Gráfica" pode ser vista de terça a domingo, das 10h às 18h, no Convento da Trindade (Rua Nova da Trindade, nº 20, Chiado - Lisboa). A entrada é livre e agora deixo-vos algumas fotografias que decerto vos vão cativar a fazer uma visita a esta exposição.

 

PS: Para verem outros "Ser Turista Na Minha Cidade" entrem aqui

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7953.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7946.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7950.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-8017.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7955.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7959.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7964.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7969.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7971.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7977.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7982.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7985.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7990.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7992.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7995.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7997.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-7999.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-8000.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-8003.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-8006.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-8008.jpg

Mude_Fora_de_Portas_Cidade_Grafica-8016.jpg

Graziela

Ser turista na minha cidade - Parte 46: ANIM

ANIM-6476.jpg

Fotos: Graziela Costa captadas com a Canon 6D

 

Existem acasos que são mesmo felizes e o que me levou até ao Arquivo Nacional das Imagens em Movimento (ANIM) foi um deles, pois durante o MUVI vi um folheto da Cinemateca e vi que iam ter uma visita grátis a este espaço. Peguei no telemóvel enviei um email e no dia 16 de dezembro lá fui eu visitar o ANIM.

 

O Arquivo Nacional das Imagens em Movimento apesar de fazer parte da Cinema Portuguesa (em Lisboa) situa-se em Bucelas e para o visitarmos precisamos de uma autorização ou então podemos ir numa das visitas organizadas pela entidade. Eu tive sorte de ir numa dessas visitas e tive como guia o diretor do espaço o que foi bom porque fiquei a conhecer mais a fundo questões que apenas tinha abordado nas aulas de História do Cinema. Quanto ao que podemos ver no ANIM, basicamente tudo o que está relacionado com a imagem: câmaras, aparelhos de reprodução, cópia, exibição e claro, películas.

 

Quanto espaço em si posso dizer-vos que é fascinante e não me importava nada de trabalhar lá, mas o melhor é verem as fotografias abaixo.

 

PS: Para verem outros "Ser Turista Na Minha Cidade" entrem aqui

ANIM-6389.jpg

ANIM-6395.jpg

ANIM-6398.jpg

ANIM-6404.jpg

ANIM-6407.jpg

ANIM-6412.jpg

ANIM-6414.jpg

ANIM-6420.jpg

ANIM-6426.jpg

ANIM-6430.jpg

ANIM-6433.jpg

 

ANIM-6439.jpg

ANIM-6444.jpg

ANIM-6450.jpg

ANIM-6454.jpg

ANIM-6459.jpg

ANIM-6461.jpg

ANIM-6463.jpg

ANIM-6465.jpg

ANIM-6469.jpg

ANIM-6477.jpg

ANIM-6480.jpg

ANIM-6482.jpg

ANIM-6487.jpg

ANIM-6488.jpg

Graziela

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.