Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de Desempregada

Um blogue de lifestyle para todos os orçamentos!

Fomos a Penela

Endogenos_Penela_DSesnando-0424.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Quando ouvimos dizer: "Portugal é de sonho!" devíamos mesmo acreditar porque a verdade é que temos boa comida, temperaturas, pessoas e paisagens. Por isso, aproveito o feriado para vos mostrar-vos algumas fotografias do passeio que fiz a Penela, uma pequena vila no distrito de Coimbra.

 

Conhecida pelos seus vinhos, Penela tem um pequeno castelo com vista para encostas verdejantes que é um autêntico mimo. Para além disso, por toda a vila encontramos casinhas com floreiras que dão ainda mais cor a este pequeno povoado.

 

Para chegar lá o melhor é mesmo irem de carro, mas acreditem que vale a pena a viagem.

Endogenos_Penela_DSesnando-0445.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0448.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0451.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0453.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0455.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0466.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0474.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0481.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0488.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0493.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0494.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0495.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0497.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0498.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0500.jpg

Endogenos_Penela_DSesnando-0504.jpg

Graziela

Conhecer São Miguel (Açores) em 2 dias

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9723.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Visitar uma ilha em dois dias é uma daquelas missões quase impossíveis, mas com um plano bem organizado é possível. Por isso, hoje partilho convosco algumas das coisas que pude visitar nos dois dias que estive em São Miguel (Açores). De notar, que toda a viagem foi organizada pela Terra Nostra, que me havia convidado a mim e a mais alguns bloggers para conhecer o "Programa Leite de Vacas Felizes".

 

Começando pela viagem: voámos pela Ryanair apenas com mala de mão, o que nos poupou bastante tempo e mal chegámos ao destino tínhamos o nosso transfer à espera (para quem for sozinho/com o namorado/grupo de amigos aconselho a alugar um carro desde o continente, nós fizemos isso quando fomos à Terceira). Conduzidos pelo senhor José e guiados pelo senhor Jorge a nossa viagem começava agora e prontamente nos dirigimos para Capelas, uma Vila da Costa Norte de São Miguel onde fomos almoçar. 

 

Curiosamente não fomos almoçar a nenhum restaurante, mas sim à casa da dona Fátima, proprietária de um antigo solar cheio de história e memórias que nos dão vontade de saber mais sobre aquela família. Ao que parece, este conceito de almoçar em "casas de família" está bastante na moda (pelo menos, foi o que me disseram alguns amigos que vivem nos Açores) e permitiu-nos experimentar as receitas mais tradicionais da ilha.

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9582.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9576.jpgUma casa cheia de história.

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9554.jpg

Queijo fresco (o sabor e a consistência são completamente diferentes do queijo fabril) e umas espécie de torresmos.Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9557.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9565.jpg

Morcela com ananás, feijão com chouriça da ilha, bacalhau à Brás foram algumas das iguarias servidas.Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9570.jpg

Ananás das estufas que a dona Fátima tem no quintal (mais caseiro era impossível).Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9572.jpg

Barriga de freira (comia já outra vez).Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9573.jpg

A dona Fátima que tão bem nos recebeu.Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9591.jpg

Depois estava de altura de vistar as Estufas de Ananases, em Ponta Delgada e eu estava eufórica, pois adoro este fruto e já sabia que ia dar fotos incríveis.

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9602.jpg

Os Ananases passam por várias fazes de maturação/crescimento e nestas estufas tivemos a oportunidade de ver todos os estados deste fruto.Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9607.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9613.jpg

14352051_10157389643330648_3100770209312666345_o.j

Rainha dos AnanasesAcores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9620.jpg

No final, podem sempre ir à loja da estufa e comprar um ananás ou provar o licor deste fruto (eu provei e adorei).Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9623.jpg

A seguir vimos a Lagoa das Sete Cidades vista do Miradouro Vista do Rei. A mais conhecida paisagem de São Miguel, que parece mesmo saída de um filme.

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9631.jpg

Incrível a beleza desta paisagemAcores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9647.jpg

Mesmo ao lado do Miradouro Vista do Rei temos o Monte Palace, um hotel abandonado que faz as delícias dos turistas. Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9667.jpg

Apesar do seu estado de degradação vale a pena subir até ao terraço, pois a vista é fantástica!Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9670.jpg

A estradas parecem não ter fim e estão sempre "decoradas" com belas hortênsias.Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9672.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9687.jpg

Estas plantas são da família do Gengibre e são ótimas, mas só provem na companhia de alguém que as conheça bem.Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9696.jpg

A natureza em pormenor.Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9704.jpg

Lagoa das Empanadas.Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9705.jpg

Os Açores são conhecidos por terem as quatro estações do ano num dia, e claro tivemos um belo nevoeiro para dar mais atmosfera ao nosso passeio.Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9720.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9727.jpg

É incrível como as crateras dos vulcões se transformaram em belas lagoas.
Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9784.jpg

Dormimos no Hotel Açores Atlântico, uma unidade hoteleira situada Avenida Marginal de Ponta Delgada.

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9732.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9733.jpg

Infelizmente, o meu quarto não tinha vista para a marginal, mas ainda lá dei um pulinho para ver as vistas da zona.
Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9794.jpg

Pequeno almoço buffet onde escolhi maioritariamente produtos oriundos dos Açores (as outras coisas tenho o ano inteiro à disposição e como sabem adoro provar novos sabores e produtos).Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9741.jpg

O jantar foi no Restaurante Paladares da Quinta, em Lagoa. Um espaço moderno e com um aquário fantástico.

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9762.jpg

Lapas de molho Afonso (provavelmente as melhores lapas que comi em toda a minha vida!).

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9773.jpg

Chicharrinhos com com batata cozida e salada (já tinha saudades de comer peixe fresco assim).

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9783.jpg

Queijada de Feijão de São Miguel (esta é ótima, mas se puderem provem também as queijadas de Vila Franca do Campo, pois são deliciosas).Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9761.jpg

Um aquário deslumbrante.Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9898.jpg

Até eu que tenho medo de pássaros fiquei encantada com este céu.Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9912.jpg

Campos de perder vista.
Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9897.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9909.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9917.jpg

Não podem ir a São Miguel sem verem vacas, aliás isso é pecado. No entanto, para as verem basta encostarem o carro na berma da estrada, pois o que não faltam é belos animais destes a pastar pela ilha. Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9962.jpg

Depois, vale a pena uma visita às Furnas, mas infelizmente apenas tivemos oportunidade ver o "cozido" já no prato. 

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9969.jpg

O "cozido das Furnas" é bastante parecido com o tradicional "cozido à portuguesa", por isso aconselho-vos a beber algo que vos ajude a digerir este manjar, por exemplo um Kima de Maracujá e no final um chá Gorreana.Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9979.jpg

Por fim, visitámos o Parque Terra Nostra, um espaço cheio de plantas e árvores, onde só nos apetece sentar e desfrutar da vista. Para além disso, este parque tem diversos tanques de água termal, cuja água é bem quente, pois vem das Furnas. Aproveitem para dar um mergulho! ;)

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9983.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-9993.jpg

Tanque de água termal.

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-0022.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-0034.jpg

Recantos mágicos.Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-0053.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-0059.jpg

Acores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-0062.jpg

 

A planta do gengibreAcores_Sao_Miguel_Graziela_Costa-0064.jpg

O senhor José (motorista) e senhor Jorge (guia): os nossos companheiros de aventuras em São Miguel.

 

*Fotos tiradas com a Canon 5D MarkIII

Graziela

Os meus companheiros de viagem

Fotos_Maio_Pequenas-1515.JPG

Fotos: Graziela Costa

 

Quem me acompanha nas redes sociais (Instagram e Facebook) já deve ter dado conta que recentemente estive nos Açores. Por isso, hoje vou falar-vos sobre dois produtos que me têm acompanhado ao longo das últimas viagens: a ida ao Nos Primavera Sound,  a ida ao festival Vodafone Paredes de Coura e agora a ida a São Miguel. Escrevo-vos então sobre os cremes de dia e de noite da gama Multi Active, da Clarins, marca que uso há já alguns anos e que conheci através da minha mãe.

 

Estes são travel size, sim porque a Clarins tem uns necessaires com os seus produtos de tamanho viagem que são um mimo, principalmente as embalagens. Claro que, o que interessa é o contéudo e a gama Multi Active é perfeita para as raparigas da minha idade, pois é uma linha especializada no combate às primeiras rugas.

 

Pessoalmente gosto muito, pois ambos os cremes (dia e noite) têm uma textura agradável e absorvem rápido, logo podemos sair de casa sem ficar logo com a cara toda suada e mais até podemos usá-los como primer de maquilhagem.

 

E vocês, que produtos usam quando vão de viagem?

Graziela

Pela praia de Espinho

Espinho_Pequenas-8302.JPG

Fotos: Graziela Costa

 

Uma das melhores coisas do meu estágio é mesmo poder conhecer locais e empresas que nem fazia a mínima ideia que existiam. Assim, recentemente tive a oportunidade de ir a Espinho para uma reunião de trabalho. Como depois da mesma ainda faltavam duas horas para o comboio chegar, aproveitei para ir almoçar fora e conhecer a praia. E mesmo não tendo fato de banho nem toalha para me "esparramar" ao sol posso dizer-vos que se estava muito bem. Por isso, aqui ficam umas imagens com um visto de ansiedade pelo verão/vontade de sair à aventura.

Espinho_Pequenas-8234.JPG

Espinho_Pequenas-8240.JPG

Espinho_Pequenas-8276.JPG

Espinho_Pequenas-8279.JPG

Espinho_Pequenas-8297.JPG

Espinho_Pequenas-8300.JPG

Espinho_Pequenas-8303.JPG

Espinho_Pequenas-8311.JPG

Espinho_Pequenas-8320.JPG

Espinho_Pequenas-8224.JPG

Espinho_Pequenas-8227.JPG

Graziela

Fui de Férias - Parte 3: Amesterdão

Amesterdao_nos-5.JPG

Fotos: Graziela Costa e João Pontes

 

Depois de Paris e da Disneyland chega Amesterdão, a terceira e última parte das minhas férias. Uma cidade que há muito queria conhecer, pois já a tinha visto em filmes, mas na realidade é super diferente. A começar pelo tempo, pois vínhamos do calor francês e de repente chegámos ao "inverno" nórdico. 

 

Como apanhámos o avião de madrugada chegámos a Amesterdão super cansados, por isso mal aterrámos fomos logo fazer check in no hotel e ver o que nos reservam os próximos dias. Depois tratámos de ver que tipo de transportes tínhamos ali à volta e tivemos sorte porque tínhamos autocarro e elétrico mesmo perto do hotel. Assim, demos uma volta pelo bairro, vimos uma feirinha com preços super em conta, na qual eu aproveitei para comprar um lenço para ver se combatia aquele frio e partimos à aventura. 

 

Do "nosso" bairro até ao centro de Amesterdão demorávamos cerca de 40 minutos, pelo que chegámos lá já perto das 17h, ou seja naquele dia já não deu para ver o museu local, por isso acabámos por andar às voltas e vimos imensos canais, o Red Light Distrit, tomámos um café numa cafetaria bem agradável e perto das 22h voltámos para hotel.

 

Nos dias seguintes acordámos sempre ali na onda do meio dia, até porque férias são férias e a nossa ideia era mesmo passear, ver mercados, parques e monumentos. Ou seja, vimos tudo o que era grátis, até porque lá tudo é caríssimo, mas mesmo assim valeu a pena. Tanto, que até fizemos um mini cruzeiro pelos canais de Amesterdão, provámos as famosas waffles com Nutella, queijo holandês, vimos jardins lindíssimos e entrámos numa loja de discos que me fez parecer uma criança numa loja de doces.

 

Em suma: adorei, mas um dia quero voltar para ver o museu Van Gogh, a casa Vermeer, um campo de tulipas e ver como são feitos os queijos holandeses. Agora, deixo-vos algumas fotos da minha viagem, mas se quiserem podem ver o álbum completo aqui

 

PS: Se algum dia quiserem visitar Amesterdão tentem comprar as viagens com muita antecedência e levem roupa de inverno mesmo que seja verão porque nunca se sabe como vai estar o tempo.  

 

Amesterdao-2.JPG

Amesterdao-4.JPG

Amesterdao-5.JPG

Amesterdao-8.JPGAmesterdao-10.JPG

Amesterdao-13.JPG

Amesterdao-14.JPG

Amesterdao-16.JPG

Amesterdao-17.JPG

Amesterdao_nos-4.JPG

Vestido: Lucluc

Amesterdao-21.JPG

Amesterdao-22.JPG

Amesterdao-23.JPG

Amesterdao-24.JPG

Amesterdao-26.JPG

Amesterdao-27.JPG

Amesterdao-28.JPG

Amesterdao-31.JPG

Amesterdao-33.JPG

Amesterdao-35.JPG

Amesterdao-36.JPG

Galeria da Guarda Civil

Amesterdao-40.JPG

Amesterdao-43.JPG

Begijnhof

Amesterdao-44.JPG

Amesterdao-46.JPG

Amesterdao-47.JPG

Amesterdao-48.JPG

Amesterdao-49.JPG

Amesterdao-53.JPG

Amesterdao-54.JPG

Amesterdao-55.JPG

Amesterdao-56.JPG

Mercado das Flores

Amesterdao-57.JPG

Amesterdao-60.JPG

Amesterdao-62.JPG

Amesterdao-67.JPG

Amesterdao-68.JPG

Max Euwe Plein

Amesterdao-70.JPG

Amesterdao-71.JPG

Amesterdao-72.JPG

Amesterdao-74.JPG

Amesterdao-75.JPG

Museumplein

Amesterdao-80.JPG

Amesterdao-81.JPG

Amesterdao-82.JPG

Amesterdao-83.JPG

Amesterdao_nos-6.JPG

Amesterdao-84.JPG

Amesterdao-85.JPG

Amesterdao-88.JPG

Amesterdao-89.JPG

Amesterdao-90.JPG

Amesterdao-92.JPG

Amesterdao-93.JPG

Amesterdao-95.JPG

Amesterdao-103.JPG

Vodelpark

Amesterdao-106.JPG

Amesterdao-107.JPG

Amesterdao-110.JPG

Amesterdao-112.JPG

Amesterdao-113.JPG

 

Amesterdao_nos-11.JPG

 Óculos: Firmoo | Camisola: Romwe | Colar: SheInside

Graziela

Fui de férias - Parte 2: Disneyland Paris

_SAM5358-1.JPG

Fotos: Graziela Costa e João Pontes

 

Desde criança que sonhava em ir à Disneyland Paris, pois via as imagens na televisão, nas revistas e delirava com aquilo tudo, no entanto grande parte desse sonho foi alimentado pelos meus tios, que viviam em França, e quando eu era pequena, no meu aniversário e no Natal enviavam-me sempre postais com o Mickey, a Minnie, etc. Assim, no meu último dia de férias em Paris e depois de uma grande luta lá convenci o meu namorado a irmos a este parque de diversões.

 

Ainda assim, como foi tudo decidido à última da hora não comprámos o bilhete pela internet, logo em vez de pagarmos 42 euros por um dia (escolhendo um dos parques) pagámos 75 euros. No entanto, não me arrependo nem de um cêntimo porque andei em todas as diversões que podia, aliás só não consegui andar em três porque: duas já não tinha tempo e a terceira parecia aborrecida.

 

A verdade é que mal entramos na Disneyland Paris o mundo pára e tudo é "fofinho" e dá vontade de levar para casa. Até mesmo o meu namorado, que inicialmente não queria ir ficou conquistado mal viu os bonecos do "Toy Story". Aliás, por mim voltava já este fim de semana. 

 

Já agora, devo dizer que estou a escrever este post não para me gabar que fui à Disney, mas porque cumpri um dos meus sonhos de criança e paguei-o com o meu dinheiro, ou seja com calma e esforço tudo se consegue! 

 

PS: Se quiserem ir à Disney não se esqueçam: de comprar os bilhetes pela internet, levem calçado e roupa confortável, merenda (porque é tudo caríssimo), vão de comboio e acima de tudo esqueçam a vossa idade e sonhem como quando eram crianças.

 

Agora, deixo-vos algumas fotos e se quiserem ver o álbum completo entrem aqui

 

_SAM5359-2.JPG

_SAM5362-3.JPG

_SAM5364-4.JPG

_SAM5369-5.JPG

_SAM5371-6.JPG

_SAM5373-7.JPG

_SAM5377-10.JPG

 

_SAM5376-1.JPG

_SAM5378-11.JPG

_SAM5379-12.JPG

_SAM5382-13.JPG

_SAM5386-14.JPG

_SAM5393-17.JPG

_SAM5402-19.JPG

_SAM5404-20.JPG

_SAM5406-21.JPG

_SAM5407-22.JPG

_SAM5411-23.JPG

_SAM5415-25.JPG

_SAM5417-26.JPG

 

_SAM5419-27.JPG

_SAM5421-28.JPG

_SAM5422-29.JPG

_SAM5423-30.JPG

_SAM5424-31.JPG

_SAM5428-32.JPG

_SAM5430-33.JPG

_SAM5435-35.JPG

_SAM5446-38.JPG

_SAM5448-39.JPG

_SAM5449-40.JPG

_SAM5450-41.JPG

_SAM5451-42.JPG

_SAM5455-3.JPG

Sorriso.JPG

_SAM5473-45.JPG

_SAM5476-47.JPG

_SAM5485-49.JPG

_SAM5490-50.JPG

Disney-1.JPG

_SAM5498-52.JPG

_SAM5499-53.JPG

_SAM5496-51.JPG

 Até breve Disneyland Paris!

Graziela

Pelos trilhos dos pastores

_SAM4154-2.JPG

Fotos: Graziela Costa

 

Quando era pequena adorava os domingos porque os meus pais levam-me sempre a passear pela Serra da Estrela. Conheci imensos lugares, mas entretanto cresci e muitos deles sumiram da minha memória, outros ficaram mesmo por descobrir. À medida que fui crescendo também os meus pais passaram a trabalhar mais e mais e a certa altura os passeios de domingo desapareceram. Agora, já não vivo lá e quando os vou visitar é sempre a correr, mas desta vez tive mais tempo e como o meu namorado foi comigo, eles fizeram questão de lhe mostrar a "Serra profunda", neste caso os locais onde foi filmado o documentário "Ainda há pastores".

 

É engraçado que apesar dos meus pais me dizerem que eu já tinha ido com eles às Penhas da Saúde ou a Manteigas eu não me lembrava, mas a "novidade" Casais de Folgosinho valeu realmente a pena, pois nunca tinha visto searas de centeio tão bonitas, principalmente porque quando lá chegámos estávamos na hora dourada, aquele momento antes do anoitecer em que os campos ficam iluminados por uma luz lindíssima. Adorei e agora só sonho com o dia em que possa alugar ali uma casinha e passar um fim de semana descansada com o meu namorado e Júlia. Aposto que ia ser brutal acordar com aquela vista e aquele silêncio que parece quase mágico.

 

Realmente, Portugal é bonito e às vezes apenas temos de lhe dar uma oportunidade!

_SAM4152-1.JPG

Mondeguinho (nascente do rio Mondego)

 

_SAM4167-5.JPG

Penhas da Saúde

_SAM4173-6.JPG

_SAM4181-8.JPG

_SAM4182-9.JPG

_SAM4190-10.JPG

_SAM4191-11.JPG

A minha mãe e a Júlia

_SAM4197-13.JPG

Vista sobre Manteigas

_SAM4200-14.JPG

O meu pai

_SAM4208-17.JPG

_SAM4209-18.JPG

_SAM4210-19.JPG

_SAM4212-20.JPG

_SAM4217-21.JPG

_SAM4219-22.JPG

 

_SAM4227-26.JPG

_SAM4229-27.JPG

_SAM4230-28.JPG

Graziela

Fomos ao Porto!

_MG_1826-14.JPG

Fotos: Graziela Costa e João Pontes

 

Gosto de ser turista na minha cidade e fora dela, gosto de fazer escapadinhas de fim de semana e de conhecer o que de melhor tem o nosso país. Fui habituada assim desde pequena e há muito que queria fazer uma viagem ao Porto com o meu namorado, mas como ambos estamos a trabalhar é difícil marcarmos férias juntos, por isso decidimos aproveitar o feriado do 1º de Maio.

 

Inicialmente pesquisámos viagens para fora do país, mas chegámos à conclusão que ir ao Porto ficaria mais em conta e seria menos cansativo. Comprámos as viagens de ida e volta com antecedência para obtermos os 40% de desconto e tratámos de arranjar um hotel. Ficámos no Tryp Porto Expo, um hotel bem giro, que fica mesmo junto à Exponor e a um saltinho do Mar Shopping, pelo que foi fácil chegar de transportes públicos. Como nesse dia estava a chover muito e quando fizemos o check in já eram quase 20h decidimos ficar por lá e aproveitar o conforto do quarto: vimos montes de episódios do "Lei e Ordem", do "Mentalista" e ainda fomos ao bar do hotel tomar um chá.

 

FotorCreated1.jpg

1 - A fachada do hotel onde ficámos

2 e 3 - Os pormenores do quarto (trocava já a minha cama por aquela eheheh)

_MG_1758aa.png

Com uma chaise longue assim, no corredor, não há como não fazer uma foto.

FotorCreated2.jpg

1 - O ginásio do hotel

2 - O pequeno almoço reforçado

3 - O bar do hotel

4 - A piscina que adoraria ter experimentado

_MG_1819-12.JPG

No dia seguinte, depois de um pequeno almoço fantástico onde a dieta foi posta, de lado rumámos ao Porto para visitar a Ribeira e a baixa, mas acabámos por andar às voltas pela cidade porque como era fim de semana prolongado estava tudo cheio de turistas e as filas para os Clérigos e para a livraria Lello eram gigantes, ainda assim deu para nos divertirmos. 

_MG_1821aa.png

_MG_1820-13.JPG

_MG_1807-11.JPG

 São Bento

_MG_1872-15.JPG

Ribeira

_MG_1868aaa.png

_MG_1886-17.JPG

_MG_1911-20.JPG

Livraria Lello

_MG_1915-21.JPG

A Vida Portuguesa

_MG_1918-22.JPG

_MG_1921-23.JPG

Cedofeita

_MG_1925-24.JPG

_MG_1903-19.JPG

 Clérigos

_MG_1930-25.JPG

Aliados

_MG_1942-29.JPG

À noite fomos jantar ao Bom Sucesso Gourmet, um restaurante perto da Casa da Música,  onde usufruímos do prémio que eu tinha ganho no passatempo do dia dos namorados do blogue "Diário de Um Baton".

 

Como o meu presente era um menu "Degustar para 2" tivemos a oportunidade de experimentar cinco entradas, um prato principal e uma sobremesa. Eu adorei os peixinhos da horta e os ovos com farinheira e espargos, mas o bacalhau à brás também era fantástico e o petit gateau com gelado que comemos no fim também era upa upa.

 

No final acabámos por voltar logo para o hotel porque a chuva não nos largava e como os transportes eram cada vez menos ficámos com medo de não conseguir voltar para lá. O que até foi bom porque deu para nos refugiarmos no quentinho do quarto e aproveitarmos um bom banho de imersão. Só faltou a espuma! Ehehehe

 

FotorCreated3.jpg

No último dia aproveitámos para encontrar a minha amiga Daniela e pôr a conversa em dia, já que a nossa ida a Serralves foi cancelada devido às más condições atmosféricas. E é engraçado porque apesar de ter estado três dias no Porto pareceu-me muito menos, pois o tempo não ajudou, ainda assim deu para ver que esta é uma cidade muito bonita e com imensos locais para visitar. Para além disso, quero voltar àquele hotel que tão bem nos recebeu!

_MG_2009aaa.png

Campanhã

_MG_2024aa.png

 

Guarda chuva: Terra Lusa

 Até à próxima Porto!

Graziela

Super serum!

_SAM2888a.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Se há coisa que, eu e a minha mãe partilhamos é a paixão por cremes. Nos últimos anos até tenho sido eu a incentivá-la mais a experimentar novos produtos. Lembro-me de em 2008 lhe apresentar a gama Serum 7 da Boots e ela ficar logo fã. Na altura fiquei um bocadinho invejosa porque adorava o cheirinho e a textura do sérum reparador, mas não era aconselhado para a minha idade, aliás a gama mais adequada para mim é mesmo a Optiva. Curiosamente, nunca a experimentei, mas hoje falo-vos dos últimos produtos testados por mim e pela minha mãe.

 

Começo pelo Serum Corpo Anti-envelhecimento (testado por mim, mas que a minha mãe já me roubou eheheh), um creme de corpo destinado a prevenir e a tratar os sinais de envelhecimento prematuro, pois tal como a pele do rosto, também a pele do corpo fica mais seca e baça. O que eu mais gostei neste creme foi o seu cheiro suave (igual ao de toda a gama Serum 7), a sua textura aveludada e o facto de ter uma absorção rápida. Para além disso, depois de aplicado, a pele do corpo fica bastante sedosa e mais luminosa. Tenho usado nos últimos meses e estou a adorar o resultado. 
 

_MG_6284a.jpg

Já na altura do Natal chegou-me a casa um Discovery Kit Serum7 Lift, a gama ideal para a idade da minha mãe e claro que nem pensei duas vezes e levei-o logo para ela experimentar.
 
Habitualmente, ela usa o Creme de Dia Protetor Serum7, mas ficou toda entusiasmada em testar estes novos produtos. Recentemente, questionei-a sobre a sua opinião sobre estes produtos e ela disse-me que a sua  textura é bastante suave, o cheiro igual ao do produto que ela já usava, mas quando usados em conjunto os resultados são muito melhores e ajudam mesmo a reduzir a aparência das linhas de expressão e as rugas profundas. Gostou também do tamanho dos produtos, pois permite-lhe tê-los na carteira e levá-los para qualquer lado.
 
Em resumo, estamos fascinadas com esta gama, é mesmo um super serum!
 
E vocês que produtos andam a usar?
Graziela

London calling

Londres_pequenas-2.jpg

 Fotos: Graziela Costa

 

Depois de alguns meses a ponderar os prós e contras decidi comprar uma viagem a Londres para ir entregar alguns currículos. Comparei os preços entre as diversas transportadoras aéreas e verifiquei que a melhor opção seria a Ryanair. Eu não sou muito fã de andar de avião, mas acompanhada é bem melhor e felizmente o meu namorado acompanhou-me nesta viagem. Como ele trabalha tivemos de voar à noite e acabámos por chegar bastante tarde, mas os nossos amigos foram buscar-nos ao aeroporto e na manhã seguinte lá fomos nós à aventura. 

 

Londres_pequenas-7.jpg

Londres_pequenas-8.jpg

O N. e a L. não vivem no centro de Londres, pelo que tivemos de ir de comboio até à estação de Waterloo e como não tínhamos acesso à internet acabámos por passar a manhã a passear. Depois quando fomos almoçar conseguimos internet e vimos as moradas das agências de marketing digital às quais queria entregar o meu currículo. Na primeira não passei da portaria porque não tinha hora marcada, na BBC não aceitam CVs em mão e na terceira cheguei 10 minutos depois de ter fechado (lá os escritórios fecham muito cedo), mas uma das funcionárias que ainda lá estava ficou de entregar o meu currículo aos responsáveis e cumpriu, pois na segunda feira recebi um email a agradecer ter lá ido.

Londres_pequenas-10.jpg

Londres_pequenas-12.jpg

Londres_pequenas-21.jpg

Londres_pequenas-23.jpg

Às 18h já estávamos livres e, por isso, aproveitámos para dar uma volta por Convent Garden. Lá vimos diversas livrarias, bares e teatros, a maioria com Musicais, mas os preços são tão pouco convidativos que acabámos por ir apenas tomar um capuccino ao Starbucks (que parece-me ser mais barato que em Portugal). Depois voltámos a Waterloo e apanhámos o comboio até casa dos nossos amigos, que nos haviam preparado um belo jantar (estes dias foram para a engorda, se nas festas a coisa já tinha corrido mal, agora agravou).

Londres_pequenas-24.jpg

Londres_pequenas-25.jpg

Londres_pequenas-26.jpg

Londres_pequenas-28.jpg

No sábado tínhamos o dia livre e aproveitámos para passear pelas ruas de Londres e visitar o Museu de História Natural e o Victoria & Albert, que infelizmente não consegui ver na sua totalidade, pois são enormes, mas sem dúvida que vou voltar. O jantar foi no Five Guys, uma cadeia de restaurantes de hambúrgueres com alguns conceitos interessantes, como por exemplo ter amendoins à disposição dos seus clientes enquanto esperam para ser atendidos. Para além disso, todos os toppings são grátis e temos à nossa disposição mais de 100 bebidas. Eu experimentei Sprite de Framboesa, mas não recomendo porque é demasiado doce, parece que estamos a comer gelatina líquida.

Londres_pequenas-31.jpg

Londres_pequenas-35.jpg

Londres_pequenas-39.jpg

Londres_pequenas-42.jpg

Londres_pequenas-43.jpg

Londres_pequenas-54.jpg

Londres_pequenas-56.jpg

Londres_pequenas-58.jpg

À noite fomos à M&M Store que tem coisas super giras e extremamente caras, apenas deu para comprar uns M&Ms crispy, mas se pudesse tinha comprado uns belos recuerdos. Passámos também pela Chinatown e até fomos a uma espécie de casino com diversas slot machines (claro que não ganhámos nada), foi giro porque da primeira vez que estive em Londres só estive à "porta" deste bairro.

Londres_pequenas-65.jpg

Londres_pequenas-70.jpg

Londres_pequenas-76.jpg

Terminámos a nossa noite em Londres, no bairro de Camden, onde pude ver alguns dos bares onde alguns dos meus músicos favoritos já tocaram, felizmente nessa noite não tocava ninguém interessante senão bem que tinha perdido a cabeça. Depois, foi correr até ao comboio e beber uma cidra num bar em Feltham.

 

A viagem pode não ter sido muito produtiva porque devia ter sido melhor planeada, mas serviu para arejar e estar com os amigos. Espero voltar em breve!

 

Já agora, como não consigo colocar as 73 fotos da minha viagem no blogue criei um álbum na minha página de fotografia, por isso se quiserem ver basta entrarem aqui.

Londres_pequenas-77.jpg

Londres_pequenas-78.jpg

Londres_pequenas-79.jpg

Londres_pequenas-84.jpg

Graziela

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.